Com Luxemburgo, Cruzeiro supera um turno e teria campanha de acesso à Série A

Se tivesse o treinador desde o início e mantivesse o rendimento, Cruzeiro seria o terceiro colocado na Série B

O “se” não existe no futebol. Mas indica, muitas vezes, que determinada escolha mudaria os rumos de um caminho. É assim com o Cruzeiro e a escolha tardia por Vanderlei Luxemburgo. Com o treinador, a Raposa faz campanha de acesso e estaria no G-4 da Série B.

A vitória sobre o Brusque por 2 a 0, no Mineirão, marcou o 20º jogo do treinador com a Raposa. Foram 33 pontos conquistados em 60 possíveis. Aproveitamento de 55%. Campanha para ocupar, atualmente, a terceira colocação, no lugar do Avaí.

Com o treinador, foram 20 jogos. O Cruzeiro conquistou oito vitórias, perdeu três jogos e empatou nove. O grande problema foi a quantidade de igualdade da Raposa. O time foi o que mais empatou no torneio, junto do Vitória: 16 vezes. Neste placar, perde-se mais pontos do que se ganha.

Por isso, o Cruzeiro acabou não conseguindo, até então, chegar nem no G-10 da Série B do Brasileiro. Muito menos se aproximar da briga pelo acesso. A Raposa esteve mais próxima, sempre, da luta contra o rebaixamento.

Só escapou da queda ao vencer o Brusque na última terça-feira e chegar aos 46 pontos. Pelo segundo ano consecutivo, um treinador experiente (em 2020, foi Felipão), salvou o Cruzeiro da queda, mas não conseguiu levá-lo ao acesso.

Luxemburgo ainda é incógnita para o próximo ano. O treinador já disse que depende de um planejamento totalmente diferente para aceitar continuar na Raposa.

Fonte:ge.globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.