Na volta ao Mineirão, Cruzeiro busca encerrar jejum em casa para garantir permanência na Série B

Depois de 81 dias, o Cruzeiro voltará a jogar no Mineirão nesta terça-feira (9). Diante do Brusque, a equipe comandada por Vanderlei Luxemburgo tenta encerrar uma sequência de três jogos sem vencer em casa para, enfim, assegurar a permanência na Série B.

Caso vença o duelo com a equipe catarinense, a Raposa alcançará 46 pontos. De acordo com o departamento de matemática da UFMG, a probabilidade de rebaixamento com essa pontuação é de apenas 0,42%.

No entanto, ganhar os jogos em casa não tem sido uma missão simples para o Cruzeiro. Nesta edição da Série B, o time celeste venceu somente quatro das 17 partidas disputadas como mandante.

Nos últimos três compromissos diante de sua torcida, todos disputados no Independência, a Raposa empatou com Botafogo e Vila Nova-GO, além de perder para o Remo.

A série negativa foi determinante para que o Cruzeiro voltasse a correr risco de queda para a Série C. Essa probabilidade foi amenizada com o triunfo sobre o Londrina na rodada passada, em jogo disputado no Paraná.

O Brusque é mais  um adversário que luta contra o rebaixamento. Assim, um triunfo deixará a zona de descenso ainda mais distante para a Raposa. Para isso, o time de Vanderlei Luxemburgo contará com o apoio de mais de 30 mil torcedores.

Retorno ao Mineirão sob protesto

A possibilidade de ter mais torcedores no estádio foi uma das principais razões para o Cruzeiro optar pela volta ao Mineirão. Desde a reabertura das arenas, a equipe jogou apenas uma vez na Pampulha.

Em 20 de agosto, a Raposa venceu o Confiança por 1 a 0. Porém, aquele jogo foi acompanhado por apenas 4.730 torcedores, o que gerou um prejuízo de R$ 134 mil para o clube.

Para diminuir a probabilidade de um novo déficit, a diretoria cruzeirense negociou novas condições com a gestora do Mineirão. Mesmo com ingressos a R$ 10 para os sócios, o presidente Sérgio Santos Rodrigues disse não crer em novo prejuízo.

Todavia, a volta ao estádio não acontece de maneira pacífica. Sob a alegação de problemas operacionais, a Minas Arena limitou a capacidade de público para 35 mil pessoas nesta terça-feira.

A limitação gerou fortes críticas da torcida e da diretoria do Cruzeiro. Sérgio Santos Rodrigues prometeu acionar o Tribunal de Contas para garantir que o clube possa usar a capacidade máxima em seus jogos no Gigante da Pampulha.

CRUZEIRO X BRUSQUE

CRUZEIRO

Fábio; Rômulo, Léo Santos (Rhodolfo), Eduardo Brock e Felipe Augusto; Adriano, Lucas Ventura e Giovanni; Wellington Nem, Thiago e Bruno José (Vitor Leque)

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

BRUSQUE

Ruan Carneiro; Toty, Ianson, Éverton Alemão e Airton; Rodolfo Potiguar, Zé Mateus, Fellipe Soutto e Jhon Cley; Maurício Garcez e Edu

Técnico: Waguinho Dias

DATA: 9 de novembro de 2021 (terça-feira)

LOCAL: Mineirão

CIDADE: Belo Horizonte

MOTIVO: 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

ARBITRAGEM: Marcelo de Limas Henrique (RJ), auxiliado por Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)

VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

TRANSMISSÃO: Premiere

 

Fonte: Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.