Cruzeiro luta para não ser mais um campeão brasileiro a cair para a Série C do Brasileiro

Dois anos depois de ser rebaixado para a Série B, o Cruzeiro tenta evitar nova queda entre as divisões do Campeonato Brasileiro. A apenas dois pontos da zona de descenso e a cinco rodadas do fim da Segunda Divisão, o time celeste busca evitar a entrada no grupo de campeões brasileiros que já caíram para a Série C.

O exemplo negativo mais notório foi o do Fluminense, que disputou a Terceira Divisão em 1999. Naquela edição, o time que contava com Roger Flores, Marcão e Magno Alves e era comandado por Carlos Alberto Parreira conquistou o título.

O Tricolor Carioca foi beneficiado pela criação da Copa João Havelange em 2000 e saltou da Série C direto para a Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro.

Três rebaixamentos seguidos do Flu

O Fluminense havia enfrentado três rebaixamentos consecutivos, mas apenas duas quedas efetivas. Em 1996, sob o comando de Renato Gaúcho, a equipe encerrou o Brasileirão entre os rebaixados, mas se manteve na elite depois de um escândalo de arbitragem.

Gravações clandestinas de Ivens Mendes, então presidente da comissão de arbitragem da CBF, mostravam que ele teria negociado resultados de partidas com os presidentes de Corinthians e Atlhetico-PR. Assim, a CBF decidiu cancelar o rebaixamento de 1996.

No entanto, o Fluminense voltou a ser rebaixado em 1997 e disputou a Série B do ano seguinte. Em sua única participação na Segunda Divisão, o Tricolor não conseguiu superar os problemas estruturais do clube e caiu para a Série C.

Bahia, Coxa e Guarani na Série C

Outros três clubes que conquistaram o título da Série A do Brasileirão já disputaram a Terceira Divisão: Bahia, Coritiba e Guarani.

Desse trio, o Coxa foi o primeiro a cair para a Série C. A queda aconteceu em 1990, cinco anos depois do título da Primeira Divisão e um ano depois de ter sido rebaixado para a Segunda Divisão.

O Bahia, que foi campeão nacional em 1959 e 1988, esteve na Série C em 2006 e 2007. Já o Guarani, campeão brasileiro em 1978, disputou a Terceira Divisão em seis oportunidades.

Confrontos diretos contra o rebaixamento

Para não repetir os exemplos negativos, o Cruzeiro precisa vencer confrontos diretos na luta contra o rebaixamento para a Série C.

O primeiro deles será nesta sexta-feira (5), às 21h30, contra o Londrina, fora de casa. Já na terça-feira (9), será a vez de encarar o Brusque, no Mineirão.

A Raposa tem dois pontos de vantagem para paranaenses e catarinenses.

CRUZEIRO X LONDRINA

CRUZEIRO
Fábio; Rômulo, Eduardo Brock, Ramon e Felipe Augusto; Adriano, Lucas Ventura e Giovanni; Bruno José (Wellington Nem), Thiago e Vitor Leque
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

LONDRINA
César; Elacio Cordoba, Marcondes, Augusto e Eltinho; João Paulo, Jhonny Lucas e Marcelo Freitas; Marcelinho (Caprini), Salatiel (Zeca) e Roberto
Técnico: Márcio Fernandes

DATA: 5 de novembro de 2021 (sexta-feira)
HORÁRIO: 21h30
LOCAL: Estádio do Café
CIDADE: Londrina-PR
MOTIVO: 34ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
ARBITRAGEM: Alexandre Vargas Tavares de Jesus auxiliado por Luiz Cláudio Regazone e Thiago Gomes Magalhães, todos do Rio de Janeiro
VAR: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão, de Goiás
TRANSMISSÃO: SporTV e Premiere

 

Fonte: Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.