Felipe Azevedo destaca ‘espinha dorsal de 2019’ como um dos fatores para o sucesso do América

O América está fazendo um segundo turno de alto nível neste Campeonato Brasileiro. Em dez jogos, o Coelho marcou 19 pontos e é o segundo colocado no returno, ficando atrás somente do Atlético, com 20. O meia-atacante Felipe Azevedo ressalta que um dos fatores para o bom momento do time está relacionado a um trabalho de longo prazo.

“O que deixa nosso clube forte é manter uma espinha dorsal desde 2019. Isso é importante. Do ano passado para este, também ficaram bastante jogadores. Isso te dá uma base para começar o ano forte, sabendo o que precisa ser feito”, afirmou.

Desde 2019, o América teve treinadores como Felipe Conceição, Lisca, Vagner Mancini e, agora, Marquinhos Santos. Em várias ocasiões, este último diz estar dando continuidade a um trabalho que já vinha sendo feito. Nesse período, o Coelho deixou a Série B e atualmente ocupa a nona posição do Brasileirão, com 38 pontos.

Muito satisfeito com a equipe, Felipe comentou sobre o clima no dia a dia no CT Lanna Drumond: “Aqui no América, desde que cheguei, senti esse clima de família, de clube que acolhe todo mundo que chega. Tudo isso faz com que o jogador consiga desempenhar seu trabalho. Está todo mundo bem fechado, focado, com o pensamento positivo lá em cima. Acho que é isso que faz com que as coisas aconteçam para nós”.

Clássico contra o Atlético

Felipe Azevedo se diz feliz em ver dois times mineiros tão bem colocados na competição. Para o próximo duelo, no domingo (7), no Mineirão, às 16h, o Coelho tenta quebrar um tabu de cinco anos sem ganhar do Galo. Mas o meia-atacante enfatiza: “quando a bola rola, a gente não pensa muito nessa questão de tabu, não. A gente só quer vencer a partida”.

E ressalta que não há uma nova receita para vencer. O ideal é continuar desempenhando o bom trabalho que vem sendo feito pela equipe. “Não temos que mudar nosso estilo de jogo, nosso modo de atuar, a equipe está se portando muito bem. O primeiro turno foi muito complicado. E creio que lá (no Mineirão) também vai ser um confronto difícil para ambos”, declarou.

Fonte: Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.