Técnico Cuca busca ‘novas alternativas’ para Hulk continuar a ser decisivo pelo Atlético

A atuação do camisa 7 pode não ter sido das melhores diante do Internacional, nesse sábado (2), no Gigante da Pampulha, como admitiu o técnico Cuca. No entanto, uma jogada do avante foi o suficiente para o Galo alcançar a vitória, por 1 a 0, com gol de Keno e passe do Vingador, que chega a 12 assistências em 2021, sendo seis na Série A.

Nesse sábado, o atacante contou com uma orientação de Cuca, durante a partida, para ser decisivo novamente. Aliás, o comandante vem “quebrando a cabeça” para fazer com que Hulk escape da marcação dos adversários e aproveite melhor suas qualidades dentro de campo.

“Ele é um cara que flutua, gosta de arrancar, vindo de trás com força. Os adversários já entenderam essa situação. A gente tem trabalhado com ele diariamente para criar novas alternativas. Em uma parte (do jogo), o chamei para que se preparasse para uma bola, que ele ia ser decisivo para nós, como foi. Não estava bem no jogo, a exemplo de muitos outros. Mas é um cara que a qualquer momento vai fazer diferença. Fez e ajudou”, destacou Cuca.

Contabilizando ainda as 21 bolas na rede (oito delas no Brasileirão) no ano, Hulk computa 33 participações efetivas nos gols do Galo na temporada. O Alvinegro soma, até agora, 90 tentos, contando Mineiro, Copa do Brasil, Libertadores e Campeonato Brasileiro.

Na próxima quarta-feira (6), às 19h, o Atlético encara a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó, pela 24ª rodada da Série A.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Você está sem internet no momento : - /