Herói do América contra o Flamengo, Alê revela drama familiar e dedica gol à esposa

O gol marcado no empate 1 a1 com o Flamengo, neste domingo (26), no Independência, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, foi duplamente especial para o meia Alê. Ao balançar as redes do goleiro Gabriel Batista, já aos 49 minutos do segundo tempo, o camisa 30 garantiu o importante ponto do América na luta contra o rebaixamento, aumentando para cinco jogos a série invicta do Coelho na Série A, e, de quebra, homenageou a esposa Patrícia, que recentemente passou por problemas de saúde, como o próprio Alê revelou após a partida.

“Queria dedicar esse gol à minha esposa, que há alguns dias ficou internada, 13 dias no hospital em uma situação bem complicada, e também para as pessoas que nos ajudaram, meu sogro, minha sogra e minha cunhada. Esse empate vai para todos os torcedores e as pessoas que eu citei”, disse o meio-campista, em entrevista ao canal Premiere.

Em seguida, o meia, que vem recuperando espaço no elenco de Vagner Mancini nas últimas partidas, deu mais detalhes sobre os difíceis momentos que ele e seus familiares atravessaram.

Alê, meio-campo do América, em 2021

“Ela (esposa) passou por uma situação de pedra no rin, teve que passar por um procedimento, depois teve uma infecção sanguínea, liquido no pulmão. Então, foi uma situação que a gente nunca tinha passado, de ela ficar tanto tempo longe de casa, sem ver nossos filhos. Foi inédito para eles também, que passam quase 24h por dia com a mãe, pois eu viajo muito. Foi um momento difícil, mas que superamos com muita união, como deve ser uma família”, disse.

Na 14ª colocação, com 24 pontos, o América voltará a campo no próximo sábado, para encarar o Cuiabá, às 17h, na Arena Pantanal, pela 23ª rodada do Brasileirão.

 

Fonte: Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.