Cruzeiro recebe o Operário obrigado a vencer em rodada que times do G-4 são mandantes

Raposa tem 11 pontos de distância para o grupo que garante o acesso à Série A

Em uma rodada em que os quatro primeiros colocados da Série B do Campeonato Brasileiro serão mandantes, o Cruzeiro recebe o Operário-PR, nesta quinta-feira (16), às 19h, na Arena do Jacaré, obrigado a vencer para manter suas remotas chances de acesso. Além de superar os paranaenses, a torcida celeste será por tropeços de Coritiba, Goiás, Botafogo e CRB, que formam o G-4.

O Cruzeiro ocupa a 13ª posição e entre ele e o G-4, que é aberto pelo CRB, com 40 pontos, 11 a mais que a equipe celeste, são oito os clubes com o mesmo objetivo, que é entrar no grupo que garante vaga na elite em 2022.

Uma dessas equipes é justamente o Operário-PR, adversário celeste nesta quinta-feira, na Arena do Jacaré. O time paranaense é nono colocado, com 33 pontos, quatro a mais que o Cruzeiro.

Os 11 pontos em relação ao quarto colocado que os cruzeirenses têm hoje significam quase 25% dos 45 que ainda estão em disputa nesta Série B, o que dificulta a vida celeste.

Por isso é fundamental, além de vencer os paranaenses, contar com tropeços dos times que estão à sua frente, o que não vem acontecendo desde que a Raposa arrancou na competição sob o comando de Vanderlei Luxemburgo. A distância para o G-4 diminuiu apenas um ponto nas últimas dez rodadas, período em que os cruzeirenses estão invictos, sendo que Mozart era o treinador nas duas primeiras partidas que abriram esta série.

Com Luxemburgo, o Cruzeiro fez 16 pontos em 24 possíveis, aproveitamento de 66,67%. Antes dele, com Felipe Conceição e Mozart, foram conquistados apenas 28,88% dos pontos disputados (13 em 45).

Apesar de ser um desempenho melhor que o do líder Coritiba, que soma 65,2% de aproveitamento, só manter esta marca não deve ser suficiente para a Raposa chegar ao acesso, pois marcaria mais 30 pontos nas 15 rodadas que restam e somaria 59 no total.

Esta marca foi suficiente para o acesso no ano passado, mas nesta edição da Série B devem ser necessários pelo menos 62 pontos para um time subir. E esse número é menor que a projeção do quarto colocado CRB, que com seus 58% de aproveitamento chegaria aos 66.

Diante dos números, não resta ao Cruzeiro outra opção que não seja vencer o Operário-PR nesta quinta-feira (16), na Arena do Jacaré.

Acompanhe, a partir das 20h, a Jornada Esportiva da Itatiaia. Narração de Alberto Rodrigues, comentários de Edu Panzi, reportagens de Samuel Venâncio, Rubens Junior e Thiago Reis, análise da arbitragem com Márcio Rezende de Freitas, plantão de Fabrício Calazans, com Domingos Sávio Baião na análise dos números e a ancoragem de João Vitor Cirilo.

Ficha do jogo:

CRUZEIRO

Fábio; Cáceres, Eduardo Brock, Ramon e Matheus Pereira; Adriano, Rômulo e Giovanni (Marcinho); Wellington Nem, Bruno José (Claudinho) e Marcelo Moreno. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

OPERÁRIO-PR

Simão; Fábio Alemão, Reniê, Rodolfo Filemon (Alex Silva) e Fabiano; Leandro Vilela, Marcelo Santos e Marcelo Oliveira; Thomaz (Felipe Garcia), Paulo Sérgio e Djalma Silva. Técnico: Matheus Costa

Motivo: 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Data: 16 de setembro de 2021, quinta-feira, às 19h
Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.