Com Luxa, Cruzeiro reduz média de gols sofridos e deixa posto de defesa mais vazada da Série B

Números no quesito sob o comando do treinador têm média quase idêntica ao do time de melhor defesa da competição

O Cruzeiro ainda tem uma média alta de gols sofridos no Campeonato Brasileiro Série B, mas já não é mais dono da pior defesa da competição. Em 23 jogos, o time celeste foi vazado 30 vezes, o que resulta numa média de 1,3 tento sofrido a cada partida e dá à Raposa a terceira colocação no quesito entre as 20 equipes.

Em contrapartida, a partir da chegada do técnico Vanderlei Luxemburgo, a média de gols sofridos despencou. Antes da chegada do treinador, a Raposa fez 15 jogos e sofreu 25 gols.

Após o desembarque de Luxemburgo na Toca da Raposa II, o time celeste disputou oito jogos e foi vazado apenas cinco vezes. A média, portanto, caiu de 1,66 gol sofrido por partida para menos de um, mais precisamente 0,62.

A média com Luxa é, aproximadamente, apenas 0,02 abaixo da melhor defesa do campeonato, que pertence ao Goiás. O Esmeraldino sofreu apenas 14 gols nas 23 partidas realizadas (0,60 gol por partida).

Outra prova da melhora do sistema defensivo da Raposa na ‘era Luxa’ está na quantidade de partidas da equipe sem ser vazada: quatro jogos, exatamente a metade dos jogos disputados sob o comando do técnico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.