Artilheiro do Mineiro, Rodolfo encerra jejum de três meses ao evitar derrota do América-MG

Atacante não balançava as redes desde a semifinal do campeonato estadual

Foram três meses, 16 jogos, e pouco mais de 1000 minutos em campo, até Rodolfo reencontrar as redes. O atacante encerrou o jejum no empate por 1 a 1 com a Chapecoense, segunda-feira passada, em Chapecó, pelo Campeonato Brasileiro. Um gol que não tirou o América-MG da zona de rebaixamento, mas evitou uma derrota para o lanterna do torneio.

Rodolfo, que entrou na etapa final na vaga de Chrigor, aproveitou o cruzamento de João Paulo para marcar, já aos 48 minutos. O América, que viu a Chapecoense ficar com um jogador a menos após a expulsão de Kadu, aos 18 minutos do segundo tempo, não conseguiu se impor. Acabou levando um gol aos 41 minutos e precisou lutar para arrancar o empate.

O último gol feito por Rodolfo havia sido contra o Cruzeiro, na partida de volta das semifinais do Campeonato Mineiro, no dia 9 de maio. O Coelho avançou à final ao bater o rival por 3 a 1. Rodolfo marcou duas vezes, ambos de pênalti, o segundo aos 26 minutos do tempo final. O último gol com bola rolando havia sido contra a URT, na primeira fase do Mineiro, no dia 25 de abril.

O atacante terminou o Estadual como artilheiro da competição, com sete gols (já havia sido o goleador do time em 2020, com 17 gols). Porém, desde o jogo contra o Cruzeiro, enfrentou um longo jejum. Na decisão do Mineiro, contra o Atlético, desperdiçou uma penalidade.

O América agora enfrenta o Bragantino, segunda-feira, no Independência, pela 17ª rodada do Brasileirão. O time ocupa a 18ª colocação, com 15 pontos.

Fonte: ge.globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.