‘Trio maldito 2021’: com Hulk, Savarino e Nacho, Galo encara o Boca por vaga nas quartas da Liberta

Enquanto Hulk marcava os dois gols do Atlético na virada sobre o Corinthians, por 2 a 1, na Neo Química Arena, no último sábado, o meia Nacho Fernández e o atacante Savarino eram poupados daquele embate – o argentino necessitava de reforço muscular, e o venezuelano se recuperava de fadiga. Agora, os três jogadores se reúnem novamente para formar o tridente ofensivo alvinegro contra o Boca Juniors, nesta terça-feira (20), às 19h15, no Mineirão, no duelo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores.

É nesse trio que a Massa aposta a maior parte de suas fichas para o time alvinegro vencer os xeneizes, por qualquer placar, e avançar na competição. E não é à toa. Com o Vingador, ‘Savaliso’ e ‘El Cerebro’ juntos, como titulares, o Galo só perdeu uma partida na temporada, para o Fortaleza, por 2 a 1, na estreia do Brasileirão. Nas demais, houve cinco vitórias e três empates, o que significa um aproveitamento de 66,67%.

Desses nove jogos em questão, em seis o Atlético marcou gol, e no mínimo um dos três membros desse tridente deixou sua marca. Nas três vezes em que o time passou em branco, vieram empates em 0 a 0, sendo dois contra o América, na final do Campeonato Mineiro, e um justamente com o Boca Juniors, no duelo de ida das oitavas. Resultado este que, caso se repita no Mineirão, nesta terça, levará a disputa para as penalidades.

O Galo precisaria vencer os xeneizes, por qualquer placar, para se classificar. Uma igualdade com gols ou triunfo do adversário classifica os hermanos. Por isso que o trio Hulk-Nacho-Savarino se faz tão necessário para o confronto desta noite.

Artilheiros

O camisa 7 é o artilheiro do Alvinegro na temporada, com 13 gols, seis deles na Libertadores. O vice-goleador é Nacho, com sete bolas na rede, três a mais que Sava, o quarto na lista – entre os dois aparece Vargas, com cinco. O chileno está fora da partida por conta da Covid-19.

É esperar para ver se esse trio vai se sobressair novamente, em uma noite que pode ser histórica para o Galo, neste que é o jogo de número 99 do clube na trajetória do torneio sul-americano.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO
Everson; Mariano, Réver (Alonso), Nathan Silva e Dodô; Allan, Tchê Tchê e Zaracho; Nacho, Savarino e Hulk.
Técnico: Cuca

BOCA JUNIORS 
Rossi; Weigandt, Izquerdoz, Rojo e Sanchez; Gonzales, Rolón, Medina; Pavón, Briascos e Villa.
Técnico: Miguel Angel Russo.

DATA: 20 de julho (terça-feira)
HORÁRIO: 19h15
LOCAL: Mineirão
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: jogo da volta das oitavas de final da Libertadores
ÁRBITRO: Esteban Ostojich (Uruguai)
VAR: J. Bascuñan (Chile)
TRANSMISSÃO: Fox Sports

 

Fonte: Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.