Ainda longe do péssimo início de Brasileirão há 50 anos, América encara Inter obrigado a vencer

A falta de vitórias é a marca do início do América na Série A de 2021. O clube tenta encerrar o jejum diante do Internacional, neste domingo (27), às 20h30, no Independência, em confronto válido pela sétima rodada. Apesar do incômodo, a sequência está longe de ser a maior sem vencer do Coelho a partir da sua estreia no Campeonato Brasileiro. Há 50 anos, na primeira edição do torneio, disputada em 1971, foram 14 jogos consecutivos sem ganhar.

Pouco mais de um mês depois de conquistar o seu primeiro título mineiro na Era Mineirão, em 27 de junho de 1971, o América estreou no Brasileirão empatando por 1 a 1 com o Atlético, que seria o campeão do torneio. O clássico foi disputado em 7 de agosto, no Gigante da Pampulha.

O Coelho só foi conseguir sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro em 13 de outubro de 1971, quando fez 2 a 0 sobre o Coritiba, também no Mineirão, com gols de Dario e Amauri Horta.

Nas 13 partidas entre o 1 a 1 com o Galo e os 2 a 0 sobre o Coxa, foram seis empates, contra América-RJ (1 a 1), Grêmio (0 a 0), Bahia (0 a 0), Flamengo (1 a 1), São Paulo (1 a 1) e Santa Cruz (0 a 0); e sete derrotas, diante de Botafogo (2 a 1), Santos (3 a 0), Sport (1 a 0), Internacional (1 a 0), Palmeiras (2 a 1), Corinthians (3 a 1) e Vasco (2 a 0).

Realidade

Em 2021, o América iniciou sua caminhada na Série A carregando a expectativa de que pela primeira vez na sua história consiga se manter na elite do Brasileirão numa edição em que se tenha previsão de rebaixamento.

Esta não era uma preocupação em 1971, embora em determinado momento tenha havido insegurança em relação à participação americana em 1972 justamente pela má participação na primeira edição.

O clube fez a terceira pior campanha, com 13 pontos conquistados em 38 disputados, numa época em que a vitória valia dois, e o empate um.
No final, o Coelho teve presença assegurada em 1972 e participou das nove primeiras edições do Campeonato Brasileiro, a partir de 1971, encerrando essa sequência em 1979.

Começava a escrita americana de não conseguir se manter na Série A em torneios com rebaixamento, o que não aconteceu em 2000, na Copa João Havelange, que disputou como convidado.

Agora, a história é diferente. Os quatro últimos colocados serão rebaixados à Série B. E o América é 19º colocado numa competição que conta com 20 clubes.

Apesar de estar longe do recorde negativo de 2021, o vivido pelo clube meio século depois precisa ser interrompido de forma urgente, de preferência diante do Internacional, neste domingo, às 20h30, no Independência.

Fonte: Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.