Mozart elogia volante Ariel Cabral e explica as reintegrações: ‘contratar dentro do próprio elenco’

Umas das primeiras ações de Mozart assim que assumiu o comando Cruzeiro foi o de reintegrar jogadores que estavam fora dos planos de seu antecessor, Felipe Conceição.

Dois deles, inclusive, foram titulares já na vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta, nessa quarta-feira (16), no estádio Moisés Lucarelli, pela quarta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Trata-se dos meias Giovanni Piccolomo e Marcinho. O primeiro estava emprestado ao Avaí e teve o retorno solicitado pelo técnico.

Já o segundo estava treinando em separado, próximo de acertar um empréstimo para o CSA.

Quem também voltou a treinar com o grupo e ficou como opção diante da Ponte foi o volante Ariel Cabral, outro que vinha treinando em separado e não atua pela Raposa desde outubro do ano passado.

Após a partida no Moisés Lucarelli, Mozart justificou a nova chance dadas aos jogadores, fazendo questão de elogiar individualmente Cabral, que foi emprestado recentemente ao Goiás.

“Além de se fechar com os jogadores, e essa conexão treinador-jogador que é muito importante, buscamos contratar dentro do próprio elenco. Dar exemplo do Ariel, que tem história importante no clube, que tem carreira na Argentina muito importante também. Nós o reintegramos também por esse motivo. Não só porque é a nossa linha de trabalho, dá a mesma informação (treinamento) para todos os jogadores”, disse o técnico, na entrevista coletiva.

Além da questão técnica, outro fator preponderante para o aproveitamento de peças que tem contrato em vigência com a Raposa é o fato de o clube tem recursos limitados para ir ao mercado em bucas de reforços, em razão da grave crise financeira que atravessa.

Campeonato longo

Além do trio citado acima, quem certamente vai ganhar nova oportunidade quando voltar da Copa América é o centroavante boliviano Marcelo Moreno.

Sem espaço com Felipe Conceição, o boliviano atuou em apenas cinco jogos pelo time celeste nesta temporada e marcou um gol. Logo em sua apresentação, Mozart deixou claro que pretende contar com Moreno.

Outro velho conhecido que pode reaparecer na sequência da Série B é o volante Henrique. Em recuperação de uma cirurgia na cartilagem do joelho direito, que o afastou dos gramados desde outubro de 2020, o experiente volante de 36 anos também recebeu elogios do novo técnico da Raposa, que disse recentemente que ele será muito útil dentro de campo.

Ainda como argumento para reintegrar algumas peças, o comandante destacou a importância de um plantel forte para superar as dificuldades que a Raposa terá pela frente na Série B.

” Acredito que esse vai ser o caminho (reaproveitar jogadores do atual elenco). É um campeonato longo e extremamente difícil. Então, vamos precisar de todos os jogadores nas mesmas condições físicas, técnicas, táticas e mentais. Essa é uma obrigação da comissão técnica”, disse Mozart, que também citou a liderança exercidas pelos veteranos do elenco, em outro trecho da coletiva.

 

Fonte: Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.