Papéis trocados? Sorteio das oitavas da Libertadores tem pote 2 com mais história no torneio

Com os times do pote 2 somando 17 títulos da competição, contra nove das equipes que terminaram suas respectivas chaves na primeira colocação e formam o pote 1, a Copa Libertadores de 2021 terá o sorteio dos confrontos das oitavas de final nesta terça-feira (31), às 13h (de Brasília), em Luque, no Paraguai, na sede da Confederação Sul-Americana de Futebol.

Na solenidade, o Atlético conhecerá não só seu adversário na próxima fase da principal competição de clubes da América do Sul, como também o chaveamento até a decisão, que será em 20 de novembro, em jogo único, no lendário Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai.

Como fez a melhor campanha na fase de grupos, o Galo faz a partida de volta das oitavas, quartas e semifinais no Mineirão, sendo que as duas últimas fases só serão disputadas caso a equipe vá seguindo no torneio.

Pelo regulamento da Copa Libertadores, qualquer clube do pote 1 pode encarar uma equipe do pote 2. No caso do Galo, além de poder pegar um time brasileiro, no caso apenas o São Paulo, pode enfrentar também o Cerro Porteño, do Paraguai, que foi seu adversário no grupo H, sendo derrotado nas duas partidas. Levou uma goleada por 4 a 0, no Mineirão, e perdeu por 1 a 0, em Assunção.

Na Liga dos Campeões, correspondente europeia da Libertadores, esse tipo de coisa não pode acontecer nas oitavas de final, primeira fase de mata-mata da competição, quando clubes do mesmo país ou que integraram a mesma chave na fase de grupos não podem se enfrentar.

Desequilíbrio

No pote 1, estarão três bicampeões, casos de Palmeiras (1999 e 2020), Flamengo (1981 e 2019) e Internacional (2006 e 2010). Os integrantes com apenas uma taça são Atlético (2013), Racing (1967) e Argentinos Juniors (1985), sendo esses dois últimos argentinos.

Do outro lado, a lista, considerando a campanha na fase de grupos, começa e termina com dois tricampeões, o São Paulo (1992, 1993 e 2005) e o Olimpia, do Paraguai (1979, 1990 e 2002).

Mas o pote 2 tem ainda o hexacampeão Boca Juniors (1977, 1978, 2000, 2003, 2004 e 2007) e o tetra River Plate (1986, 1996, 2015 e 2018). O quinto campeão deste grupo é o também argentino Vélez Sarsfield, que levantou a taça em 1994.

A reta final da busca atleticana pelo bicampeonato da Libertadores começa nesta terça-feira. E contar com sorte no sorteio pode ser um passo importante para isso.

Fonte: Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.