Jogando mal novamente, Galo apenas empata com Bahia no Mineirão

Após empate nesta 36ª rodada do Brasileirão, Galo pode dar adeus a sonho de título

Nesta reta final do Brasileirão, o Galo não mostra poder algum de decisão. Com o empate em 1 a 1 com o Bahia, na noite deste sábado (13), no Mineirão, o Alvinegro completou três partidas seguidas sem vencer e pode, matematicamente, ter as chances de título sepultadas neste domingo (14), caso o Inter supere o Vasco, em São Januário, ou o Flamengo ganhe do Corinthians, no Maracanã.

Os gols de Sasha, aos 19 minutos do primeiro tempo, e Rossi, a 1 minuto na segunda etapa, levaram os mineiros aos 62 pontos, quatro a menos que o Colorado. Se ganhar, o time gaúcho vai a 69, restando depois duas rodadas até o encerramento do torneio, eliminando a ínfima possibilidade que os comandados de Sampaoli ainda detêm. O Fla soma 65. Se levar a melhor em cima do Timão também tira a equipe preta e branca da briga (uma vez que ainda há o confronto direto com o Saci).

Não apenas os fracassos recentes – o revés para o Goiás e os empates com Fluminense e Bahia –, como também os pontos perdidos para várias equipes da parte de baixo da tabela de classificação são o reflexo de erros do planejamento traçado pela diretoria anterior e a comissão técnica, decisões erradas do treinador e uma gama de jogadores superestimados dentro do plantel.

Especificamente no confronto deste sábado, o Atlético enfrentou muitas dificuldades diante de um Bahia aguerrido, que, mesmo com uma equipe cheia de desfalques, construiu várias chances de gol e fez apenas um. Já o Galo teve posse de bola, mas futebol que é bom, foi pouco.

O Alvinegro tem mais dois jogos até o fim do Brasileirão: no dia 21 (domingo), às 16h, encara o Sport, na Ilha do Retiro, e no dia 25, às 21h30, no Mineirão, enfrenta o Palmeiras. Partidas em que o time tentará obter uma vaga direta na fase de grupo das Libertadores.

ATLÉTICO 1 X 1 BAHIA
Motivo: 
36ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 13/2/2021 (sábado)
Estádio: Mineirão
Cidade: Belo Horizonte
Arbitragem: Raphael Claus (SP), auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Paulo Ziolli, todos paulistas
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Cartões amarelos: Sávio (Atlético); Ronaldo (Bahia)
Gols: Sasha aos 19 minutos do primeiro tempo; Rossi a 1 minuto de segundo tempo

ATLÉTICO
Everson; Guga, Réver, Alonso e Arana; Jair, Nathan (Alan Franco) e Hyoran (Vargas); Savarino, Sasha e Marrony (Sávio)
Técnico: Jorge Sampaoli

BAHIA
Matheus Claus; Nino Paraíba, Ernando (Juninho), Lucas Fonseca e Matheus Bahia; Gregore, Ronaldo e Patrick de Lucca (Elton); Rossi (Luiz Felipe) (Juninho Capixaba), Gabriel Novaes e Rodriguinho
Técnico: Dado Cavalcanti

Por Thiago Prata

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.