Sérgio Coelho demite o diretor Alexandre Mattos do Atlético

Nome mais cotado para assumir cargo é Rodrigo Caetano, ex-Internacional

No dia em que assumiu a presidência do Atlético, Sérgio Coelho oficializou a primeira importante decisão da gestão que vai até o fim de 2023: a demissão do diretor de futebol Alexandre Mattos. O novo mandatário alvinegro comunicou o dirigente da decisão em reunião realizada na manhã desta segunda-feira, na sede administrativa do clube, em Lourdes, Região Centro-Sul de Belo Horizonte.

O nome mais cotado para ocupar o posto é Rodrigo Caetano, ex-executivo de futebol do Internacional. Em contato com o Superesportes na manhã desta segunda-feira, o dirigente negou ter sido procurado pelo Atlético após a demissão de Alexandre Mattos. Ele está no Rio de Janeiro com a família.

Quem assumir o posto deixado por Alexandre Mattos dividirá as responsabilidades do comando do futebol (em especial a busca por contratações) com o empresário Renato Salvador, dono da Rede Materdei de Saúde e integrante do grupo gestor extraoficialmente instaurado no Atlético.

A troca foi definida em conjunto por Sérgio Coelho, o vice José Murilo Procópio e os quatro empresários que participam financeiramente e administrativamente da gestão atleticana: Rubens Menin, Rafael Menin, Ricardo Guimarães, além do já mencionao Renato Salvador. Ao longo do dia, outras definições serão feitas e publicadas.

“Por deliberação deste órgão, optou-se por montar um time de dirigentes alinhados com o perfil administrativo e os propósitos deste recém-criado conselho. A mudança na diretoria de futebol converge para a nova política de gestão que vai permear o Galo nos próximos anos, com foco na austeridade administrativa, por meio das melhores práticas de governança; na reestruturação das categorias de base; na construção da Arena MRV; e na manutenção de um time profissional altamente competitivo”, comunicou a diretoria do Atlético, por meio de nota.

Mudanças técnicas e políticas

A saída de Alexandre Mattos faz parte do processo de mudanças da diretoria atleticana proposta por Sérgio Coelho. Apesar de ter sido um nome escolhido pelo grupo que já detinha o poder no clube, o novo mandatário fará alterações significativas na estrutura administrativa.

Mattos foi contratado pelo Atlético em 12 de março de 2020, a convite do amigo e ex-presidente alvinegro Sérgio Sette Câmara. A demissão do dirigente, que tinha contrato válido até o fim de 2021, também se deve a questões políticas, justamente por conta da relação que mantém com o antigo mandatário.

Nota do Atlético para oficializar a demissão

O Clube Atlético Mineiro acertou, nesta segunda-feira, 4 de janeiro, a rescisão contratual com o diretor de Futebol Alexandre Mattos.

O encerramento do vínculo com Alexandre Mattos é fruto de decisão do órgão especial colegiado, composto pelo presidente Sérgio Coelho, pelo vice-presidente José Murilo Procópio e pelos conselheiros e apoiadores Rubens Menin, Ricardo Guimarães, Renato Salvador e Rafael Menin.

Por deliberação deste órgão, optou-se por montar um time de dirigentes alinhados com o perfil administrativo e os propósitos deste recém-criado conselho.

A mudança na diretoria de futebol converge para a nova política de gestão que vai permear o Galo nos próximos anos, com foco na austeridade administrativa, por meio das melhores práticas de governança; na reestruturação das categorias de base; na construção da Arena MRV; e na manutenção de um time profissional altamente competitivo.

O Clube Atlético Mineiro agradece ao ex-diretor pelos serviços prestados e deseja-lhe sucesso nos futuros desafios profissionais. 

 

 

Superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.