América vence o Internacional fora de casa e abre vantagem nas quartas da Copa do Brasil

Coelho fez 1 a 0 com Rodolfo e está perto de inédita semifinal no torneio

O América segue em busca de fazer história na Copa do Brasil. Na noite dessa quarta-feira, no Beira-Rio, o Coelho venceu o Internacional, por 1 a 0, e abriu vantagem nas quartas de final da competição. O gol alviverde foi marcado por Rodolfo, de cabeça, após belo cruzamento de Diego Ferreira.

Esta é a primeira vez que o América disputa as quartas de final da Copa do Brasil. O clube segue tentando dar sequência a campanha histórica e chegar à inédita semifinal contra o vencedor de Palmeiras e Ceará – o time paulista venceu o primeiro jogo, em casa, por 3 a 0.

O segundo confronto das quartas de final será na próxima quarta-feira, às 21h30, no Independência. O Coelho jogará pelo empate em casa. Em caso de vitória do Internacional por um gol de diferença, a vaga na semifinal será definida nos pênaltis. O colorado precisa do triunfo por dois gols para avançar.

Antes, no entanto, os dois times voltam o foco para o Campeonato Brasileiro. O América entra em campo no sábado, às 21h30, na Arena Pantanal, contra o Cuiabá, em confronto direto pela vice-liderança da Série B. No mesmo dia, mas às 16h30, o colorado visita o Santos, na Vila Belmiro, pela Série A.

O jogo

O técnico Lisca apostou na manutenção da equipe americana para a partida contra o Internacional. Geovane, que vem de boas atuações, foi mantido entre os titulares. E o meia seria fundamental para o Coelho ainda no primeiro tempo.

Apesar de jogar como visitante contra o líder da Série A do Campeonato Brasileiro, o América se impôs no primeiro tempo. Nos primeiros minutos, o Coelho não deu espaços para os donos da casa saírem jogando e tentou criar dificuldades com jogadas rápidas no ataque.

A primeira delas foi com Felipe Azevedo, que parou em defesa de Marcelo Lomba. Geovane, em outra chance, finalizou com perigo. Pouco depois, o América teve escanteio. Após bola rebatida, Geovane tocou de calcanhar e achou Diego Ferreira livre. Na linha de fundo, o lateral cruzou perfeitamente para Rodolfo, que subiu entre os defensores e tocou de cabeça sem chances para Marcelo Lomba: 1 a 0.

Depois do gol, o América ‘deixou’ a bola com o Inter e baixou as linhas para esperar a oportunidade do contra-ataque. Os donos da casa, além da desvantagem, perderam Patrick, com lesão muscular. Mesmo com o controle de posse do jogo, o time colorado não levou perigo no restante da etapa inicial.

Os dois times voltaram para o segundo tempo dispostos a balançar as redes do Beira-Rio. O Inter chegou com Peglow, que finalizou com perigo. A chance mais clara, no entanto, foi do América. Após erro na saída do Inter, Ademir foi lançado e finalizou em cima de Lomba. A bola subiu, e Rodolfo subiu de cabeça. Zé Gabriel, em cima da linha, cortou a bola em cima acertando a trave, mas conseguiu salvar os donos da casa.

Depois disso, o América pressionou a saída de bola do Inter com frequência. O colorado não conseguia sair para o ataque. Depois dos 20 minutos, o Coelho baixou as linhas e deu liberdade ao time de Abel Braga para tocar a bola até o meio-campo. A partir daí, muita pressão, sem espaços para os donos da casa criarem chances.

Abel Braga, estreante no Inter, empilhou atacantes na equipe para tentar o empate. Lisca mudou as peças ofensivas para explorar o contra-ataque. O colorado teve duas boas chances com Thiago Galhardo, mas o artilheiro da Série A não estava em noite inspirada e finalizou ambas para fora. Fim de jogo, e Coelho mais perto da inédita semifinal da Copa do Brasil.

INTERNACIONAL 0 X 1 AMÉRICA

INTERNACIONAL

Marcelo Lomba; Heitor (Nonato, aos 24/2°T), Zé Gabriel, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso (Yuri Alberto, aos 32/2°T), Edenílson, Patrick (Peglow, aos 24/1°T, depois D’Alessandro, aos 24/2°T) e Marcos Guilherme; Thiago Galhardo e Abel Hernández. Técnico: Abel Braga.

AMÉRICA

Matheus Cavichioli; Diego Ferreira, Messias, Anderson e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho e Geovane (Calyson, aos 29/2°T); Ademir (Neto Berola, aos 46/2°T), Rodolfo (Vitão, aos 23/2°T) e Felipe Azevedo (Marcelo Toscano, aos 29/2°T). Técnico: Lisca.

Gols: Rodolfo (12/1°T)

Cartões amarelos: Geovane (20/1°T); Zé Gabriel (34/1°T); Ademir (46/2°T)

Motivo: jogo de ida  das quartas de final da Copa do Brasil

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Data: quarta-feira, 11 de novembro de 2020

Horário: 21h30

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Assistentes: Jean Márcio dos Santos e Vinicius Melo de Lima (RN)

VAR: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE)

 

 

Superesportes

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.