Cruzeiro vence Botafogo-SP, amplia sequência positiva e pode ganhar três posições na Série B

Time celeste alcançou segunda vitória consecutiva sob comando de Felipão

10 pontos em 12 possíveis. 83,3% de aproveitamento. Esses são os números do início da ‘era Felipão’ no Cruzeiro. Nessa sexta-feira, a equipe celeste conquistou a segunda vitória consecutiva na Série B ao derrotar o Botafogo-SP, por 1 a 0, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. Airton foi o autor do gol que ampliou a série invicta da Raposa: agora são seis jogos sem perder.

Os reflexos de mais uma vitória do Cruzeiro, desta vez, poderão aparecer na tabela de classificação. A Raposa deixa o 16º lugar e pula para 13º, com 23 pontos. Para manter a colocação ao fim da rodada, o time celeste precisará torcer contra Operário, Brasil de Pelotas e Vitória, que entram em campo no fim de semana.

Na próxima rodada, de volta aos seus domínios, o Cruzeiro recebe o Guarani. A partida está marcada para segunda-feira, às 20h, no Mineirão. Luiz Felipe Scolari contará com o retorno do meia Régis, que cumpriu suspensão em Ribeirão Preto. O Botafogo-SP tem pela frente o duelo diante do Confiança, terça-feira, às 21h30, em Aracaju, Sergipe.

O jogo

Felipão optou por mudar o esquema tático do Cruzeiro na noite desta sexta-feira, mudando do 4-2-3-1 para o 4-3-3. Desta forma, o treinador abriu mão de um armador para atuar com três volantes – Ramon, Jadson e Machado. A consequência não foi das melhores. Embora não tenha sofrido grandes sustos, a equipe sentiu falta de um jogador criativo no meio-campo para qualificar o passe e criar chances claras.

A única chance celeste aconteceu aos 18’, quando o goleiro Darley salvou o Botafogo-SP. Filipe Machado cobrou escanteio da direita, e Marcelo Moreno, de cabeça, quase marcou. Os donos da casa responderam aos 27’, quando Ronald partiu em velocidade, após recuperar bola no meio-campo, e finalizou cruzado da intermediária. Fábio fez importante defesa. Aos 35’, também da entrada da área, Valdemir tentou, mas o goleiro celeste fez outra intervenção.

Felipão percebeu a falta do armador. Já na volta do intervalo, trocou Filipe Machado por Claudinho. A mudança teve pouco efeito, mas muito em função da produção quase nula do meio-campista em nova oportunidade recebida no Cruzeiro. O gol acabou saindo de outra forma. Aos 25’, após jogada do estreante Pottker, Cáceres cruzou da direita e Airton, pelo terceiro jogo consecutivo, deixou sua marca. 1 a 0.

Com o resultado, o Cruzeiro passou a adotar estratégia reativa. Felipão logo acionou o velocista Wellington no banco de reservas e trocou Marcelo Moreno por Sassá. O Botafogo-SP bem que tentou encontrar algum espaço na defesa celeste, mas a marcação se mostrou ajustada para garantir o placar e a segunda vitória consecutiva dos mineiros na Série B.

BOTAFOGO-SP 0X1 CRUZEIRO

BOTAFOGO-SP

Darley; Valdemir (Matheus Alessandro), Robson, Jordan e Martinelli (Guilherme Romão); Elicarlos, Edson Júnior (Jonata Machado) e Bady (Matheus Anjos); Jeferson, Ronald e Judivan (Wellington Tanque). Técnico: Claudinei. Oliveira.

CRUZEIRO

Fábio; Raúl Cáceres, Cacá, Manoel e Patrick Brey; Ramon, Jadsom Silva e Machado (Claudinho e depois Adriano); Airton e William Pottker (Welinton) e  Marcelo Moreno (Sassá). Técnico: Luiz Felipe Scolari

 

Gol: Airton (aos 25’ºT)

Cartões amarelos: Patrick Brey, William Pottker, Marcelo Moreno, Fábio (Cruzeiro); Valdemir, Robson (Botafogo-SP)

Motivo: 20ª rodada da Série B

Estádio: Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)

Data e horário: 6 de novembro de 2020 (sexta-feira), às 19h15

Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Assistentes: Lorival Cândido das Flores e Luís Carlos de França Costa (RN)

 

 

Superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.