Umberto Louzer aceita proposta para ser técnico do Cruzeiro, que terá de pagar multa à Chapecoense

Treinador de 40 anos tem negociações avançadas para substituir Ney Franco

Depois de ter convites recusados por Lisca e Felipão, o Cruzeiro partiu para o ‘plano C’ na busca por um novo treinador. Na manhã desta terça-feira, o clube acertou os detalhes para contratar Umberto Louzer, de 40 anos, técnico da Chapecoense.

Ele já aceitou as condições oferecidas pela Raposa e aguarda agora um acordo entre os clubes. Há multa rescisória para ser paga aos catarinenses, que não abrem mão do valor integral inicialmente. O Cruzeiro conta com ajuda de parceiros para fazer o aporte financeiro. A informação sobre o interesse celeste foi divulgada pela Rádio Chapecó.

Umberto Louzer foi contratado pela Chapecoense em fevereiro. Desde então, foram 24 jogos, 14 vitórias, oito empates e duas derrotas. O Verdão do Oeste é o atual 3º colocado da Segunda Divisão, com 26 pontos em 13 jogos – dois a menos do que o líder Cuiabá, que soma 32.

Antes da Chapecoense, Louzer treinou clubes como Guarani (2018), Villa Nova (2019) e Coritiba (2019). Ele começou a carreira como auxiliar-técnico do Paulista de Jundiaí e ocupou o mesmo cargo no Guarani, onde trabalhou com Lisca. De acordo com seu perfil no Instagram, ele tem a licença A do curso de treinadores da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Se os detalhes não impedirem um acordo, Louzer será o quarto técnico do Cruzeiro nesta temporada. Antes deles, já passaram pela Toca da Raposa Adilson Batista, Enderson Moreira e Ney Franco. Os três trabalhos fracassaram. O maior desafio do clube é garantir o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro.

Atualmente, o clube celeste é apenas o vice-lanterna da Série B, com 12 pontos. Primeiro clube fora do Z4, o Botafogo-SP soma 14. Já o América, quarto colocado e primeiro na zona de classificação à Série A, tem 26 pontos – 14 a mais do que a Raposa.

 

 

Superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.