Atlético perde para o Fortaleza e vê vantagem na liderança diminuir

Galo teve todo o segundo tempo com vantagem numérica, mas não conseguiu o gol da virada e acabou sofrendo o gol da derrota no fim

O Atlético pressionou, jogou com a bola e com um a mais durante todo o segundo tempo, mas acabou derrotado pelo Fortaleza, por 2 a 1, na noite dessa quarta-feira, no estádio Castelão, em duelo válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe alvinegra não conseguiu quebrar o forte sistema defensivo dos donos da casa e amargou a quarta derrota como visitante na competição.

O Fortaleza saiu na frente com David, no primeiro tempo. Pouco depois, Felipe foi expulso e o Galo empatou, com Eduardo Sasha. Na etapa final, o alvinegro abusou das chances perdidas e foi castigado com gol de cabeça de Bruno Melo, que havia entrado em campo minutos antes.

Pesou na atuação do Atlético a ausência de quatro titulares – Junior Alonso, Alan Franco e Savarino, com suas respectivas seleções, e Nathan, com dores na coxa esquerda. Sem eles, Sampaoli fez mudanças profundas na equipe, mas o desempenho dos últimos jogos não foi o mesmo.

Com a derrota, o Atlético permanece com 27 pontos. O Flamengo, que venceu o Sport por 3 a 0, chegou a 24 e assumiu a vice-liderança. O Internacional visita o Bragantino nesta quinta-feira e pode diminuir a vantagem para dois pontos. Já o Fortaleza chega a 20 pontos e sobe para a 9ª posição.

Os dois times voltam a campo no próximo sábado. Às 19h, o Fortaleza visita o Coritiba, no estádio Couto Pereira. Um pouco mais tarde, às 21h, o Atlético recebe o Goiás, no Mineirão.

O jogo

Sem poder contar com peças fundamentais da equipe – Junior Alonso, Alan Franco, Nathan e Savarino -, Sampaoli colocou uma escalação diferente em campo. Apostou em Bueno, Mariano, Fábio Santos e Hyoran.

Com a bola, o Atlético tinha uma saída com três jogadores (Réver, Bueno e Fábio Santos), com Jair e Allan no meio e os laterais mais avançados, se juntando aos homens de frente. Na fase defensiva, o Galo tinha uma linha com cinco homens e muito apoio dos jogadores de ataque para recompor a marcação.

O Fortaleza começou o jogo tentando empurrar as linhas atleticanas e criou boas situações com David jogando entre Mariano e Bueno. O Galo, aos poucos, assumiu as rédeas da partida, pressionando a saída de bola do adversário e dominando as ações com liberdade até o meio-campo.

No entanto, os dois times criaram bem pouco. O Atlético não conseguia infiltrar no bom sistema defensivo armado pelo Fortaleza, enquanto os donos da casa tinham dificuldades para chegar com grande número de jogadores no ataque.

Quando o empate parecia permanecer na etapa inicial, o jogo esquentou. Tinga aproveitou passe errado de Allan e arrancou livre para cima de Bueno. O jogador do Fortaleza rolou para David, que tocou na saída de Everson e marcou o seu primeiro gol no Campeonato Brasileiro: 1 a 0.

No lance seguinte ao gol, o volante Felipe, do Fortaleza, fez falta dura em Guilherme Arana e recebeu o segundo cartão amarelo. Com um a menos, Rogério Ceni ainda teve que substituir David, autor do gol, que se machucou.

Com um a mais, o Galo foi para cima e empatou o jogo. Mariano recebeu na direita e cruzou. Hyoran desviou de cabeça, e Eduardo Sasha finalizou sem chances para Felipe Alves: 1 a 1.

O Galo voltou para a etapa final com Marquinhos na vaga de Fábio Santos. Desta forma, Allan passou a ocupar a lateral esquerda.

Mais ofensivo, o Atlético desperdiçou boas chances de virar o jogo: Arana, de primeira, isolou, Keno parou em grande defesa de Felipe Alves, e Marquinhos, livre, de frente para o gol, finalizou para fora.

O jogo poderia ter ficado mais complicado para o Galo. Yuri César arrancou e finalizou de fora da área para balançar as redes. O VAR, no entanto, acusou impedimento milimétrico do jogador do Fortaleza e anulou o lance.

Os gols perdidos pelo Atlético fizeram falta. A equipe teve a bola, mas parou de levar perigo. O Fortaleza, numa rara investida, acabou fazendo o segundo gol. Após falta cobrada na área, a zaga alvinegra cortou. A bola sobrou com Osvaldo, que cruzou na cabeça de Bruno Melo, livre, balançar as redes: 2 a 1.

O Galo tentou pressionar até o fim, mas não conseguiu criar chances e acabou derrotado pela quarta vez no Campeonato Brasileiro.

FORTALEZA 2 X 1 ATLÉTICO

Fortaleza

Felipe Alves; Tinga, Roger Carvalho, Paulão e Carlinhos (Bruno Melo, aos 28/2°T); Felipe, Juninho, Gabriel Dias e Ronald; Romarinho (Osvaldo, no intervalo, depois Marlon, aos 48/2°T)) e David (Yuri César, aos 41/1°T)

Técnico: Rogério Ceni

Atlético

Everson; Mariano (Guga, aos 27/2°T), Réver, Bueno e Fábio Santos (Marquinhos, no intervalo); Allan, Jair, Hyoran (Marrony, aos 18/2°T) e Guilherme Arana; Keno e Eduardo Sasha

Técnico: Jorge Sampaoli

 

Gols: David (36/1°T); Eduardo Sasha (42/1°T); Bruno Melo (39/2°T)

Cartões amarelos: Felipe (31/1°T e 38/1°T); David (21/2°T); Gabriel Dias (23/2°T) (Fortaleza); Eduardo Sasha (43/1°T); Mariano (26/2°T); Keno (49/2°T) (Atlético)

Cartão vermelho: Felipe (38/2°T)

Motivo: 14ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: estádio Castelão, em Fortaleza (CE)

Data e horário: quarta-feira, 6 de outubro, às 21h30

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)

Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF)

VAR: Wagner Reway (PB)

 

 

Superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.