Cruzeiro goleia a Ponte Preta no Mineirão e deixa o Z4

Time celeste venceu com gols de Filipe Machado, Arthur Caíke e Manoel

Segurança defensiva, domínio absoluto durante todo o jogo, chances claras criadas e gols marcados. Desde o início da Série B, pelo menos, a torcida não acompanhava um jogo tão completo do Cruzeiro. Nessa quarta-feira, tudo funcionou. Com gols de Filipe Machado, Arthur Caíke e Manoel, o time celeste venceu a Ponte Preta por 3 a 0 no Mineirão.

Com o resultado, o clube respira na tabela. O time celeste alcança 11 pontos, sobe para a 15ª posição e deixa a zona de rebaixamento da Série B.

O próximo compromisso do Cruzeiro é diante do Cuiabá, que lidera a competição com 22 pontos conquistados. A partida está marcada para sábado, às 22h, na Arena Pantanal, no Mato Grosso. A Ponte, por sua vez, buscará a recuperação na competição em duelo contra o Juventude, também no sábado, às 19h, no Moisés Lucarelli, em Campinas.

O jogo

Com mudanças em todos os setores do campo, o Cruzeiro fez seu melhor primeiro tempo na Série B do Campeonato Brasileiro. Diante da Ponte, o time celeste enfim criou chances claras de gols. Para além disso, conseguiu fazer marcação alta eficaz, recuperando bolas no campo do adversário, teve profundidade nos dois lados e voltou a infiltrar na área do rival.

O Cruzeiro poderia ter fechado o primeiro tempo com quatro gols marcados. Isso porque Sassá desperdiçou chance clara de gol, após recuperação de Henrique, e Airton, de cabeça, acertou o travessão. Do outro lado, a Ponte Preta encontrou marcação ajustada da Raposa e só assustou Fábio no primeiro minuto da partida, quando João Paulo recebeu livre de marcação dentro da área.

Com o placar construído na primeira etapa, o Cruzeiro voltou para o tempo final com nova estratégia. O time celeste entregou a posse para a Ponte Preta e passou a procurar outros espaços em campo. Sem conseguiu criar oportunidades, a Macaca viu a Raposa assustar com Régis, aos 18’. O meia cortou da direita para o meio e finalizou com muito perigo. Ivan fez importante defesa.

Aos 25’, em uma verdadeira blitz do ataque, o time celeste também quase ampliou. Maurício testou primeiro, para a defesa de Ivan. Na sobra, Sassá acertou a trave direita do gol. Por fim, em nova oportunidade, o lateral-direito Daniel Guedes finalizou para a segunda interferência do goleiro da Ponte Preta na mesma jogada.

A insistência funcionou. Aos 32’, Régis aproveitou sobra de escanteio pelo lado esquerdo, cruzou para a área e o zagueiro Manoel, que ainda não havia retornado para a defesa, aproveitou. De cabeça, ampliou para o Cruzeiro: 3 a 0.

CRUZEIRO 3X0 PONTE PRETA

Cruzeiro

Fábio; Daniel Guedes, Manoel, Ramon e Matheus Pereira; Henrique (Rafael Luiz) e Filipe Machado (Jadsom); Airton (Caio Rosa), Régis e Arthur Caíke (Maurício); Sassá (Marcelo Moreno). Técnico: Ney Franco

Ponte Preta

Ivan; Dawhan, Wellington Carvalho (Alisson), Luizão e Ernandes (Guilherme Pato); Neto Moura (Danrlei), Luís Oyama, Luan Dias (Guilherme Lazaroni), João Paulo e Bruno Rodrigues; Matheus Peixoto (Moisés). Técnico: João Brigatti

Gols: Filipe Machado (aos 13’1ºT), Arthur Caíke (aos 30’1ºT) e Manoel (aos 32’2ºT)

Cartões amarelos: João Paulo e Wellington Carvalho (Ponte Preta); Airton e Jadsom (Cruzeiro)

 

Motivo: 12ª rodada da Série B

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte

Data e horário: 30 de setembro de 2020 (quarta-feira), às 19h15

Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)

Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araújo (AL) e Wagner José da Silva

 

 

Superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.