Com brilho de Keno, Sampaoli e Nathan, Galo vence Atlético-GO e é líder

Com mudanças do treinador e meia e atacante jogando muito bem, Atlético emplaca ótimo segundo tempo elétrico e está na ponta da tabela do Brasileiro

Depois de enfrentar dificuldades no primeiro tempo, o Atlético contou com mudanças certeiras de Jorge Sampaoli no intervalo, uma bela atuação de Nathan, que entrou muito bem em campo e mudou a partida, e uma excelente exibição de Keno, autor de três gols, para virar o jogo em um segundo tempo elétrico e vencer o Atlético-GO, na noite desse sábado (19), por 4 a 3, no Olímpico, em Goiânia, pelo Campeonato Brasileiro. A grande vitória coloca o Galo na liderança do torneio, ultrapassando o Internacional, mesmo tendo um jogo a menos que o Colorado.

O jogo

Nada de esperar o adversário tecnicamente superior e tentar sair nos contra-ataques. O Atlético-GO resolveu encarar o Atlético de igual para igual e, ao menos durante o primeiro tempo, a estratégia funcionou muito bem.

Marcando sob pressão a saída de bola alvinegra, os donos da casa foram melhores no primeiros 25 minutos de jogo, tendo mais posse de bola, chegando a ter a pelota em 60% do tempo, e criando mais e as melhores chances de gol. Em uma delas, Everson fez bela defesa quando ficou cara a cara com Ferrareis. Não à toa, a superioridade dos mandantes teve reflexo no resultado, com Oliveira abrindo o placar aos 20min, em um golaço, acertando uma pancada, um lindo chute de canhota de fora de área, sem chances para o goleiro da equipe mineira.

Nathan muda a partida

O Atlético encerrou o primeiro tempo abaixo do adversário e sem ter uma boa apresentação. O rival tinha finalizado mais, possuía mais posse de bola e criava mais chances, além de chegar mais e melhor ao ataque e atrapalhar muito a transição alvinegra.

Para tentar corrigir os problemas, Sampaoli resolveu fazer duas mudanças já no intervalo e mudar o esquema tático do Atlético. O treinador argentino sacou Guga para colocar Igor Rabello e sair do 4-3-3 para jogar com três zagueiros. Além disso, trocou Allan por Nathan, visando melhorar a transição do time, ter mais criatividade e uma chegada ao ataque com mais força.

As modificações de Sampaoli tiveram impacto imediato. O Galo melhorou consideravelmente e passou a ser melhor em campo logo no início do segundo tempo. Nathan entrou muito bem na partida, melhorando demais a transição do time, que passou a ter mais criatividade e chegar com muita facilidade ao ataque.

A melhora alvinegra teve reflexo no placar logo aos oito minutos, com o próprio Nathan sofrendo pênalti, que Keno converteu, empatando o jogo.

O Atlético melhorou tanto em campo e passou a ser tão superior que nem mesmo o fato de o Atlético-GO voltar a ficar na frente no placar praticamente no lance seguinte abalou a confiança alvinegra. No gol, Ferrareis finalizou com tranquilidade no canto de Everson, após jogada bem trabalhada dos mandantes pelo lado esquerdo do ataque.

Não à toa, apenas cinco minutos depois, Nathan foi novamente protagonista, empatando o jogo após bela jogada de Savarino pelo lado direito. Após driblar seu adversário, o venezuelano cruzou na medida para o meia alvinegro empatar.

Superior em campo, não tardou para o Galo virar. Aos 19, Keno aproveitou erro do Atlético-GO, pegou sobra da bola após recuo errado, arrancou pela esquerda e finalizou de canhota, virando o jogo para o time mineiro.

As substituições de Sampaoli se provaram certeiras não só no resultado e na melhoria da atuação alvinegra, mas também nos números. Muito melhor em campo, o Galo passou o Atlético-GO em chances criadas, finalizações e posse de bola ainda na metade do segundo tempo.

E se Nathan entrou bem demais, mudou o Atlético e teve uma excelente exibição, Keno teve uma atuação de gala, sua melhor com a camisa atleticana. Mais solto em campo, o atacante ainda anotou o seu terceiro gol na noite de cabeça, após ótimo cruzamento de Mariano, aos 32 minutos. O Atlético-GO ainda diminuiu com Gilvan, nos acréscimos, mas era tarde demais para uma reação e o Galo venceu por 4 a 3.

Com o resultado, o Atlético assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro, ficando um ponto na frente do Internacional, atual segundo colocado, mesmo tendo um jogo a menos que o Colorado.

O líder Galo só volta a campo em exatos sete dias. Na próxima rodada, o Atlético encara o Grêmio, no Mineirão, no próximo sábado (26), às 21h (de Brasília).

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 3 x 4 ATLÉTICO

Motivo: 11ª rodada do Campeonato Brasileiro

Data: sábado, 19 de setembro de 2020

Local: Olímpico, Goiânia (GO)

Árbitra: Edina Alves Batista (Fifa-SP)

Auxiliares: Neuza Ines Back (Fifa-SP) e Evandro de Melo Lima (CBF-SP)

VAR: José Cláudio Rocha Filho (CBF-SP)

Escalações:

Atlético-GO
Jean; Dudu (Gilvan), João Victor, Éder e Nicolas; Edson, Oliveira (Matheus Vargas) e Chico; Janderson (Matheuzinho), Renato Kayzer e Gustavo Ferrareis (Everton Felipe)
Técnico: Vagner Mancini

Atlético
Everson; Guga (Igor Rabello), Réver, Junior Alonso e Arana; Alan Franco, Jair e Allan (Nathan); Savarino (Mailton), Sasha (Mariano) e Keno (Sávio)
Técnico: Jorge Sampaoli

Gols:
Oliveira, Ferrareis e Gilvan (Atlético-GO)
Keno (x3) e Nathan (Atlético)

Cartões amarelos:
Edson e Renato Kayser (Atlético-GO)

 

 

SuperFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.