Cruzeiro reencontra Léo Gamalho, algoz no Mineirão e vice-artilheiro do Brasil

Raposa precisa de gols, mas quem vem marcando mesmo é o experiente atacante do time alagoano; jogador vive ótima fase em 2020

O Cruzeiro vira a chave para a Copa do Brasil nesta quarta-feira. E com desfalques de atletas que vêm entrando com regularidade, como o meia Régis, o time estrelado busca inverter a vantagem de 2 a 0 do CRB, que superou a Raposa, no Mineirão, em março. É claro e notório que o time vai precisar de gols. Porém, os homens de frente que estão no Cruzeiro atualmente só balançaram as redes em seis oportunidades nesta temporada, sendo três vezes com Thiago, potencial titular neste meio de semana sem Moreno, devido a uma sutura após corte na cabeça. O boliviano levou sete pontos.

Moreno mesmo, desde que chegou, só marcou um gol pelo Cruzeiro, de pênalti, na vitória sobre o Guarani, enquanto Roberson e Welinton fizeram os outros tentos do ataque celeste. Dois atacantes que não estão mais no time principal do Cruzeiro foram às redes nesta temporada: Alexandre Jesus e Jhonata Robert, com um gol cada. O principal artilheiro do time na temporada é o meia Maurício, com cinco gols. No geral, a Raposa balançou as redes dos adversários 29 vezes.

Nesta quarta, o time deverá enfrentar um rival que pode vir fechado, já que possui a vantagem e vai jogar no “desespero” da Raposa. O Cruzeiro, nos últimos jogos, vem encontrando muitas dificuldades com times que baixam as linhas.

“O espaço é menor, você precisa fazer jogadas com mais velocidade. Às vezes temos dificuldades do campo, que prejudica. Isso é só o trabalho, à medida que os atletas vão entendendo o processo, percebendo o que a gente pode fazer, e, claro, eu estou muito consciente disso. Quando o adversário baixa as linhas, é sempre muito difícil; se não é uma jogada de bola parada, uma situação de um envolvimento rápido, é sempre muito complicado criar uma situação de gol”, avaliou o técnico Enderson Moreira.

A produção terá que subir contra o CRB, que, no quesito gols, conta com um jogador pra lá de embalado na temporada. Léo Gamalho, aos 34 anos, é simplesmente o segundo maior goleador do futebol brasileiro atualmente. Já foram 14 gols marcados, sendo seis no Brasileirão da Série B (é o artilheiro da Segundona) e quatro na Copa do Brasil (dois deles em cima do Cruzeiro). Ele está atrás apenas de Tiago Orobó, com 15, destaque do América-RN e que se transferiu para o Fortaleza. Ele é autor de dez tentos no Campeonato Potiguar.

Algoz do Cruzeiro, Léo Gamalho superou marca de gols marcados no ano passado, quando jogou pelo Criciúma e foi às redes 13 vezes. Ele não ultrapassava os 13 gols em um ano desde 2014, quando fez sucesso com a camisa do Santa Cruz, com 32 gols em 43 partidas disputadas.

 

 

SuperFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.