Cruzeiro sai atrás, mas vence o Guarani de virada

Com triunfo, equipe celeste encerrou penalização aplicada pela Fifa e agora vai em busca dos pontos para o acesso à Série A

Segunda vitória. Penalização da Fifa? Zerou. Jogo movimentado. Chuva de gols. O Cruzeiro mais uma vez mostrou poder de reação para vencer na Série B. Saiu atrás, virou, levou o empate, mas retomou o placar e com um gol de Léo, mesmo jogando fora de casa, venceu na noite dessa terça-feira o Guarani por 3 a 2, no Brinco de Ouro da Princesa. Apesar de não ter pontuado na segunda divisão, o time estrelado, com as vitórias, já é o 17º e agora inicia, de fato, a jornada por pontos para o acesso.

Outro resultado importantíssimo para o time de Enderson Moreira, que segue invicto após a retomada do futebol. Cinco jogos, cinco vitórias. Detalhe: se não fosse a punição, o time já seria líder do torneio nacional.

A partida dessa terça-feira tem personagens. O primeiro deles, Waguininho, que em um lance de extrema felicidade encobriu o goleiro Fábio e colocou o time celeste atrás no marcador aos 2 minutos. Mas aí surgiu Marcelo Moreno. O camisa 9 boliviano, enfim, voltou às redes pelo Cruzeiro. Mas antes deu uma assistência precisa para o gol do camisa 10 Régis, que igualou tudo no estádio campineiro, logo aos 5 minutos. Depois, com um pênalti questionável em Maurício, foi a vez do próprio Moreno ir às redes aos 29 minutos do 1ºT. O jogador não perdoou na marca da cal e fez seu primeiro gol com a camisa celeste desde que foi anunciado. Foram necessários oito jogos, mas o 46º tento de Marcelo Moreno pela Raposa saiu. Fim de jejum. Afinal de contas, o 9 também não marcava desde maio do ano passado, na segundona chinesa.

O segundo tempo mostrou um Cruzeiro mais acuado. Talvez a parte física pesou e o time permitiu que o Guarani atacasse. Aos 27 minutos, mais uma vez a arbitragem deixou a desejar e a Raposa pagou o pato. Em cruzamento para a área, com três atletas do Bugre impedidos, Didi completou para o gol depois de desvio de Todinho.

Todavia, o Guarani segue com seu ponto fraco nas jogadas aéreas e mais uma vez foi vazado no fundamento. O Cruzeiro, sem nada a ver com isso, pouco tempo depois do empate campineiro, o zagueiro Léo subiu mais alto que os defensores do Guarani e fez o gol da vitória após mais um levantamento, dessa vez em escanteio, do lateral-direito Raúl Cáceres. O resultado segue sendo o mais importante para o time celeste, que mesmo com suas dificuldades se mantém invicto no torneio nacional.

FICHA TÉCNICA

GUARANI: Jefferson Paulino; Pablo, Didi, Bruno Silva e Bidu; Deivid (Eduardo Person), Arthur Rezende (Giovanny), Lucas Crispim e Bruno Sávio; Júnior Todinho (Rafael Costa) e Waguininho. Técnico: Thiago Carpini

CRUZEIRO: Fábio;  Cáceres, Cacá, Léo e Giovanni (João Lucas); Jadsom (Welinton), Ariel Cabral, Jean e Régis (Claudinho); Maurício (Riquelmo) e Marcelo Moreno (Tiago). Técnico: Marcelo Moreno

Local: Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas
Árbitro: Ivan da Silva Guimarães (CBF-AM)
Cartões amarelos: Bruno Silva e Pablo (GUA); Régis e Marcelo Moreno (CRU)
Gols: Waguininho, aos 2, Régis, aos 5, e Marcelo Moreno, aos 29  do primeiro; Didi, aos 27 e Léo, aos 29 minutos do segundo tempo.

 

SuperFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.