Cruzeiro goleia URT em reestreia e leva definição de vaga na semi do Mineiro para última rodada

Cacá, Thiago e Marllon marcaram os gols na estreia de Enderson Moreira

De fato, um “novo Cruzeiro”. O time de Enderson Moreira fez valer a campanha lançada pelo clube, aproveitou a fragilidade física da URT e goleou por 3 a 0 no jogo de reinício do Campeonato Mineiro, na manhã de domingo.

O triunfo no Mineirão foi construído com gols de Cacá, Thiago e Marllon. Entre as novidades, o meia Régis, contratado durante a paralisação pelo coronavírus, foi quem chamou mais atenção. O camisa 10 se mostrou participativo e protagonizou boas chances de ataque da Raposa.

Com a vitória, o Cruzeiro chegou aos 17 pontos, manteve-se em quinto lugar e segue vivo na briga por uma vaga na semifinal do Campeonato Mineiro. Mas a missão será complicada na última rodada da fase de classificação, na quarta-feira, às 21h30.

Com a vitória 4 a 0 sobre o Tupynambás nesse domingo à tarde, a Caldense, concorrente direta do Cruzeiro, foi a 20 pontos na classificação. Com isso, a Raposa precisará de um triunfo por três gols de diferença sobre a equipe de Poços de Caldas, no Sul de Minas, para avançar à semifinal sem depender de outros resultados.

Se vencer a Caldense por placar inferior a três gols de diferença, o Cruzeiro ainda poderá ir à semifinal, mas dependerá de empate ou derrota do rival Atlético diante do Patrocinense, Mineirão, também na quarta à noite. O Galo é o quarto colocado, com 19 pontos.

O jogo entre Caldense e Cruzeiro será no Estádio Ronaldo Junqueira, em Poços.

Apoio inusitado

Em função da pandemia, o Mineirão, que seguiu uma série de protocolos sanitários, não recebeu público nesse domingo. Um potente sistema de som do estádio, no entanto, reproduziu cânticos famosos da torcida celeste durante os 90 minutos da partida. Para amenizar o prejuízo, o Cruzeiro vendeu ingressos virtuais, dando direito a conteúdos digitais exclusivos. Cerca de 5 mil pessoas adquiriram as ‘entradas’.

O jogo

Como prometido por Enderson Moreira – que estreou nesse domingo -, o Cruzeiro começou a partida marcando em linha alta e pressionando a defesa da URT. Desta forma, a equipe celeste impediu que o adversário construísse qualquer tipo de jogada e controlou a posse de bola durante toda primeira etapa. E o controle se mostrou eficaz.

Antes dos 15’, o placar já mostrava 2 a 0 para o Cruzeiro. Aos 4’, o zagueiro Cacá aproveitou cruzamento de Jean e cabeceou sem chance para o goleiro Cris. 1 a 0. Seis minutos depois, aos 10’, foi a vez de Thiago ampliar o marcador. Patrick Brey recuperou a bola no setor ofensivo, fez bonita jogada e serviu o atacante, que substituiu Marcelo Moreno e deixou sua marca. 2 a 0.

Mesmo à frente do placar, o Cruzeiro seguiu criando oportunidades. Régis, o melhor jogador da etapa inicial, protagonizou as principais delas. Aos 40’, o camisa 10 aproveitou uma rebatida e quase marcou. A bola, no entanto, acabou passando por cima do travessão de Cris. O lateral-esquerdo Patrick Brey, liberado por Enderson para atacar com maior frequência, foi outro destaque positivo no primeiro tempo da partida no Mineirão.

O início de segunda etapa também foi com gol do Cruzeiro. Aos 8’, Stênio cruzou da direita, Rodolfo quase marcou contra e, na sobra, o zagueiro Marllon aproveitou. 3 a 0. Claramente desgastada fisicamente, a equipe de Patos de Minas seguiu amassada pela Raposa, ainda que tenha conseguido uma finalização em bola parada, aos 11’, quando Fábio fez importante defesa.

Com o resultado garantido e três gols marcados, Enderson Moreira aproveitou para poupar seus principais jogadores. Com a nova regra, permitindo até cinco substituições em três momentos, o técnico trocou quatro atletas e aproveitou para promover a estreia do meia-atacante Claudinho, ex-Ferroviária. Mas o placar seguiu inalterado. Com o triunfo, a Raposa encostou no G4 e levou a decisão de vaga nas semifinais para a última rodada do Mineiro.

Cruzeiro

Fábio; Raúl Cáceres, Cacá, Marllon e Patrick Brey (João Lucas); Jean (Filipe Machado) e Ariel Cabral; Stênio (Welinton), Régis (Claudinho) e Angulo; Thiago. Técnico: Enderson Moreira.

URT

Cris; Mizael, Rodolfo Manoel, Davy Einstein e Jhonathan; Túlio, Rilson e Vitor Braga (Yan Gomes); Júlio Magalhães (Wembley), Kesley e Willian Mococa (Ian Augusto). Técnico: Johnatan Alemão.

Gols: Cacá (aos 4’ do 1o tempo), Thiago (aos 10’ do 1o tempo), Marllon (aos 8’ do 2o tempo)

Cartões amarelos: Rodolfo Manoel, Ian Augusto (URT)

Motivo: 10ª rodada do Campeonato Mineiro

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data e horário: 26 de junho de 2020 (domingo), às 11h

Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli da Silva

Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Magno Arantes Lira

 

Superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.