Saídas, chegadas e novo comando: como o Cruzeiro retoma o Campeonato Mineiro

Quatro meses depois de última partida, Raposa volta a campo com mudanças profundas e sob nova direção

O torcedor do Cruzeiro viu pela última vez o time em ação no dia 15 de março, quando a Raposa, ainda sob o comando de Adilson Batista, acabou derrotada pelo Coimbra por 1 a 0, complicando ainda mais sua situação na luta pela classificação à fase final do Campeonato Mineiro. De lá para cá, quando o time retorna às competições encarando a URT neste domingo, às 11h, no Mineirão, o clube passou por mudanças profundas, inclusive de comando.

Reprodução

Enderson Moreira fará sua estreia pelo clube com o qual atingiu um dos grandes ápices de sua carreira na base. Em 2007, ele foi campeão da Copa São Paulo de futebol júnior treinando o time celeste. Agora, ele vive um desafio de proporções ‘homéricas’, que é levar a Raposa de volta à Série A do Campeonato Brasileiro.

 

Saídas

Reprodução

Foram praticamente nove semanas de treino com o novo técnico, alternando os primeiros contatos físicos até chegar às atividades com bola. Nesse período, o Cruzeiro registrou saídas e chegadas. Deixaram o clube celeste os veteranos Edílson e Robinho, que tiveram os vínculos rescindidos pela diretoria devido aos valores financeiros envolvidos, além das saídas do meia Everton Felipe e do atacante Jhonata Robert, que voltaram para seus respectivos clubes, São Paulo e Grêmio. O último caso de saída foi do atacante colombiano Iván Angulo, que teve solicitado pelo Palmeiras seu retorno. Ele ainda permanece no grupo para o jogo contra a URT, mas volta ao clube alviverde na segunda-feira.

O clube ainda negociou o jovem zagueiro Edu, contratado pelo Athletico-PR por R$ 3 milhões, além do lateral-esquerdo Rafael Santos, emprestado à Chapecoense. Atletas que participaram dos primeiros meses do futebol celeste os atacantes Alexandre Jesus e Caio Rosa, além do lateral-direito Valdir, retornaram ao time sub-20.

 

Chegadas

Reprodução

Em contrapartida ao movimento de saída, o clube buscou reforçar o elenco com as contratações do meia Régis, novo camisa 10 da equipe; o lateral-direito paraguaio Raúl Cáceres; o lateral-esquerdo Giovanni; o meia-atacante Claudinho, de apenas 19 anos e uma das principais revelações do Campeonato Paulista vestindo a camisa da Ferroviária;  e a vinda por empréstimo do jovem atacante Guilherme, adquirido junto ao Ituano. Quem retornou ao clube foi o lateral-esquerdo Patrick Brey, que já está nos planos de Enderson Moreira para atuar na lateral-esquerda neste domingo; e o experiente volante Henrique, de 35 anos, que retornou de empréstimo ao Fluminense. Em observação no time profissional, Enderson Moreira vem avaliando os jovens atacantes Stênio e Riquelmo, além de ter feito o zagueiro Paulo retornar à equipe principal.

 

Lesões

Reprodução

O único jogador do Cruzeiro que permanece em recuperação é o zagueiro Dedé. Com a situação incerta no clube, ele ainda se trata, longe da Toca da Raposa II, de uma cirurgia no joelho direito no ano passado. Uma previsão positiva indica a possibilidade de volta no mês de setembro.

Todos os demais jogadores estão à disposição de Enderson Moreira, excetuando Jadsom e Maurício, suspensos pelo terceiro cartão amarelo e que não enfrentam a URT, neste domingo, além do volante Henrique, que ainda se reabilitada após grave acidente automobilístico no fim do mês passado. Apesar de não ter sofrido lesões, o veterano atleta está em quadro de observação e vem fazendo atividades físicas graduais. Outro que não joga é o lateral-esquerdo Giovanni, recém-contratado e que carece ainda de registro e entrosamento com o novo grupo.

 

SuperFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.