Atlético registra novo contrato de Otero com reajuste salarial de 173%

Contrato do meia, que terminou em junho, foi estendido por mais um ano em acordo firmado em 2018, quando foi emprestado ao Al Wheda

O meia Otero ganhou um belo aumento salarial no Atlético e receberá quase três vezes mais na carteira de trabalho a partir de agosto. O jogador, cujo contrato terminou no último dia 30 de junho, teve o vínculo estendido por mais um ano, após ser emprestado ao Al Wheda, da Arábia Saudita, em junho de 2018. Na época, o acordo foi feito pelo então diretor de futebol, Alexandre Gallo.

Na renovação com o Galo antes do empréstimo ao time árabe, o salário de Otero na CLT subiu 173% e, agora, se tornou o maior do elenco alvinegro, igualando-se aos vencimentos do zagueiro Junior Alonso e do atacante Diego Tardelli, de acordo com o perfil BR Contratcs, no Twitter. A atual diretoria do Atlético tentou negociar o reajuste, mas, como o acordo já tinha sido selado anteriormente, não houve como modificar.

Em junho de 2018, Otero foi emprestado ao Al Wheda por um ano. O clube árabe aceitou pagar 5 milhões de euros (cerca de R$ 21,7 milhões na época) para ter o meia por 12 meses. Ao fim do período, o jogador poderia ser adquirido em definitivo por mais 6 milhões de euros, mas a equipe não quis exercer a compra e o venezuelano retornou ao Galo.

Com o novo contrato registrado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, Otero ganha condições de ser relacionado pelo técnico Jorge Sampaoli para a partida contra o América, no próximo domingo, às 16h, no Independência, pela penúltima rodada do Campeonato Mineiro. O duelo marcará o retorno das duas equipes às competições oficiais, após mais de quatro meses de paralisação do futebol, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Itatiaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.