América inicia trabalho remoto na base e faz plano para retomada de atividade presencial

Time sub-20 vai participar do Campeonato Brasileiro da categoria

O América iniciou nesta segunda-feira o treinamento remoto das categorias de base. Jovens dos times sub-20, sub-17, sub-15 e sub-14 farão atividades de preparação física e orientação tática a distância, em suas residências, sob supervisão das respectivas comissões técnicas.

Em declaração enviada ao Superesportes por intermédio da assessoria de comunicação do clube, o diretor de futebol de base, Fred Cascardo, afirmou que os atletas vão receber conteúdos audiovisuais com as metodologias de trabalho. O objetivo é deixar os jogadores bem preparados para a volta dos treinos presenciais.

“Nós estamos elaborando o planejamento estratégico, está bem encaminhado. Enquanto isso, os contratos foram retomados após a suspensão, segundo a MP 936. Toda a comissão técnica está desenvolvendo o trabalho remoto. Estamos caminhando treinamentos e atividades da preparação física, bem como conteúdos audiovisuais para os atletas acompanharem reuniões com o treinador e o auxiliar técnico da categoria. A gente já vem desenvolvendo esse trabalho a distância”.

O América está confirmado no Campeonato Brasileiro Sub-20, que, segundo a CBF, tem previsão para começar no dia 23 de setembro e terminar em fevereiro de 2021. O critério de participação da competição é o ranking nacional de clubes, do qual o Coelho é o 18º. De acordo com Fred Cascardo, os protocolos de prevenção ao novo coronavírus a serem aplicados na base serão os mesmos do futebol profissional.

“O América é favorável às competições organizadas pela CBF, destacando a importância dos protocolos médicos que já vêm sendo colocados em prática no futebol profissional. O mesmo protocolo do profissional será executado na categoria sub-20 no planejamento de retorno aos treinamentos”.

Em seu site oficial, o América divulgou como será a programação da base. O time sub-20 terá seis encontros virtuais por semana – quatro com foco em preparação física e dois com desenvolvimento de conceitos táticos. O sub-17 fará cinco reuniões – quatro dedicadas à parte física e uma à tática.

As categorias sub-15 e sub-14 seguirão programação semelhante. Dos três encontros semanais, dois serão direcionados ao treinamento físico e um voltado para aspectos táticos. Nos demais dias, as comissões técnicas planejam outras atividades em consonância com a diretoria de base.

O América também presta assistência aos familiares dos garotos. “Nossa grande preocupação durante a pandemia foi dar suporte à família responsável pelo atleta. Procuramos entender quais foram as dificuldades enfrentadas durante o isolamento. Então, se alguma família necessitava de algum suporte da nossa assistente social, marcamos reuniões semanais com os responsáveis”, frisou Fred Cascardo.

“Nossa pedagogia também ficou à disposição dos atletas para tirar dúvidas e auxiliar quanto às atividades escolares que foram elaboradas pelas plataformas de estudo do Governo”, complementou o dirigente, referindo-se às aulas remotas dos adolescentes que fazem parte da base americana.

 

Superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.