Goleiro em pauta: o que motivou a busca do Galo por mais um nome para o setor

Atlético tem quatro opções atualmente nas mãos de Sampaoli, mas algumas questões ajudam a explicar o desejo do treinador por mais um arqueiro

Quando o Atlético acertou com o goleiro Rafael, que estava livre no mercado após saída do Cruzeiro, o cenário parecia indicar um mercado finalizado para a meta, pelo menos em 2020. No entanto, a possibilidade de contratar mais um atleta para a posição voltou a ser colocada em pauta nos bastidores do clube nos últimos dias.

Atualmente, Jorge Sampaoli conta com Rafael, Victor, Michael e Matheus Mendes para o gol do Galo. O treinador é muito exigente com os goleiros, especialmente por saber jogar com os pés, dando qualidade à saída de bola do time. O pedido de Sampaoli por mais um goleiro pode ser um indício de que ele não está completamente satisfeito com sua opções pensando nesse aspecto do jogo com os pés.

Há outras questões que podem ser levadas em consideração para o pedido do treinador por mais um goleiro também. Sampaoli comandou o time em apenas uma partida até então, contra o Villa Nova, e usou Rafael. Com a pandemia, não se sabe ao certo quem ele vai utilizar no retorno aos jogos. As opções mais prováveis são Victor e Rafael, mais experientes.

Victor tem contrato com o Atlético até dezembro deste ano, e o clube ainda não falou sobre renovação com o goleiro. Ele já pode, inclusive, assinar um pré-contrato com outra equipe. A permanência do ídolo atleticano no Galo não é dada como certa atualmente, e essa indefinição é um dos elementos que pode justificar o pedido de Sampaoli.

Michael, outra opção do argentino, tem propostas do futebol português e está perto de deixar o Galo. Se isso ocorrer, o clube teria Victor e Rafael como arqueiros experientes, além de Matheus Mendes. Dentre as opções citadas, Matheus é o quarto na linha de preferência de Sampaoli atualmente. O atleta tem 21 anos e é o mais jovem da meta do Galo.

Considerando as exigências de Sampaoli quanto aos goleiros, a indefinição quanto à renovação de Victor e à permanência de Michael, além da pouca experiência de Matheus, o cenário permite compreender que, atualmente, Rafael é o único goleiro sem indefinições no Galo.

Goleiros no radar 

Com todas as questões postas, o treinador indicou alguns goleiros para o Atlético. O nome mais ventilado no clube é o de Martín Campaña, uruguaio do Independiente, da Argentina. O clube vive um momento financeiro muito delicado, com reduções drásticas de salários, e o goleiro também tem o desejo de sair.

Martín tem 31 anos e soma passagens pela Seleção Uruguaia. O Atlético, inclusive, já sondou a situação do atleta junto ao Independiente, segundo revelou um dirigente do próprio clube argentino. Ao Super.FC, o jornalista argentino Nicolás Villarruel, do portal Soy Del Rojo, analisou as características de Campaña. Ele pontuou uma questão interessante sobre o jogo com os pés do goleiro.

“Martín Campaña é um excelente goleiro, do nível de Seleção. Seu ponto mais forte e melhor virtude é no mano a mano. Tem reflexos muito bons e transmite muita segurança. Seu ponto mais fraco é nas bolas aéreas, nos escanteios, por exemplo. Ele não costuma sair para cortar em cima, mas sempre espera debaixo do gol. Outro ponto fraco é o seu trabalho com os pés. Ele até faz, mas é muito limitado nisso. Até joga com os pés, mas não é sua melhor característica”, comentou.

Outro nome especulado no Galo é o de Gabriel Arias, do Racing, da Argentina. Arias tem 32 anos e é chileno, mas construiu sua carreira praticamente inteira no futebol argentino. Lá, ele defendeu Olimpo, Defensa y Justicia, além do Racing. No Chile, defendeu apenas o Union La Calera, em 2018. Arias também tem passagens pela seleção de seu país.

Ao Super.FC, o jornalista argentino Matías Ruffet, da Crônica TV, afirmou que Gabriel Arias é um goleiro de muita segurança na meta.

“Arias é o autêntico goleiro de uma grande equipe, assim como demonstrou no Racing: ele respondeu da melhor maneira nos momentos mais importantes, nas partidas decisivas. Dá uma sensação de segurança a toda a defesa e se destaca por dominar a área e, em geral, sair a tempo de cortar as bolas aéreas. Uma de suas melhores características é a leitura correta do jogo, que lhe permite se posicionar muito bem em cada ação e se antecipar aos perigos”, apontou.

O jovem Augusto Batalla também foi especulado no Galo. Ele defende o O’Higgins, do Chile, equipe já treinada por Sampaoli. O argentino tem 24 anos e foi revelado nas categorias de base do River Plate.

Outro nome ventilado no Atlético é o de Matias Dituro, argentino de 33 anos que atualmente defende a Universidad Católica, do Chile. Ele soma passagens por vários países sul-americanos, além de uma experiência na Espanha, em Alavés e Celta de Vigo.

No mercado nacional, o nome de Éverson foi especulado no Atlético. O goleiro do Santos trabalhou com Sampaoli em 2019, quando o argentino comandou o Peixe.

SuperFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.