Cruzeiro tem que pagar dívidas na Fifa em julho e agosto; veja valores e punição

Raposa precisará pagar por contratações de Rafael Sóbis e Pedro Rocha 

O Cruzeiro terá mais dores de cabeça com dívidas na Fifa nos próximos dois meses. Após perder seis pontos na Série B do Campeonato Brasileiro por não pagar a dívida pela transferência de Denílson, e evitar uma nova punição com o pagamento de valores pela contratação de Willian, a Raposa precisará desembolsar cerca de R$ 14,5 milhões entre julho e agosto por causa das dívidas pelas transferências de Rafael Sóbis, junto ao Tigres-MEX, e Pedro Rocha, junto ao Spartak Moscou-RUS, para não sofrer uma nova sanção.

A Raposa possui três processos contra o Tigres pela contratação de Sóbis, em 2016, sendo que em dois processos já ocorreu a condenação final e a ordem de pagamento foi enviada ao clube. O Cruzeiro precisa pagar US$ 2.286.840,00 milhões (cerca de R$ 11,85 mi na cotação atual) até 15 de julho de 2020.

No caso de Pedro Rocha, contratado em 2019, o prazo para pagamento vence em 6 de agosto de 2020 e é de 395.619,00 mil euros (cerca de R$ 2,3 milhões na cotação atual).

Nos dois casos, se o Cruzeiro não pagar as dívidas, as punições serão o impedimento de registro de atletas até que as pendências sejam pagas.

Confira a nota oficial do Cruzeiro:

O Cruzeiro Esporte Clube informa que recebeu mais duas ordens finais de pagamentos em processos que tramitam na comissão disciplinar da FIFA.

O primeiro deles é referente ao atleta Rafael Sóbis, contratado no ano de 2016. O Cruzeiro possui três processos contra o Tigres-MEX. Em dois destes três processos já houve a condenação final e a ordem de pagamento foi enviada ao Clube, com data de pagamento para 15 de julho de 2020. A quantia é de USD 2,286,840 (Dois milhões, duzentos e oitenta e seis mil, oitocentos e quarenta dólares), oriunda do valor histórico da transação, mais juros e custos.

O Clube também recebeu ordem de pagamento no valor atualizado de EUR 395,619 (Trezentos e noventa e cinco mil, seiscentos e dezenove euros) ao Spartak Moscou, referente à negociação envolvendo o jogador Pedro Rocha, realizada em 2019. O pagamento tem data de vencimento no dia 6 de agosto de 2020.

Em ambos os casos, as penalidades são o impedimento de registro de atletas até que as referidas pendências sejam pagas. O Cruzeiro esclarece que nenhum dos casos envolve punições como perda de pontos e muito menos rebaixamento de divisão.

O Cruzeiro também reitera que tem monitorado de perto as ações na FIFA, mantido diálogo direto com os demais clubes envolvidos, e não tem medido esforços para que todas as pendências sejam resolvidas da melhor forma possível.

SuperFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.