Cruzeiro: Advogado crê em nova absolvição em ação de R$ 50 mi por Thiago Neves

Ação impetrada por Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, será julgada em última instância pelo CAS, em agosto

No próximo dia 25 de agosto, o Cruzeiro terá a última audiência em relação ao processo envolvendo a vinda do meia Thiago Neves para o clube. A ação, que foi impetrada pelo Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, chegará ao CAS, a última instância dos casos que estão sob júdice na Fifa. Os árabes brigam na Justiça pelo direito de receber 9 milhões de euros (R$ 53,1 milhões, na cotação atual) pela saída do atleta, que à época alegou o não recebimento de salários para viabilizar sua saída, rescindindo assim o vínculo de forma unilateral e acionando os árabes na Justiça para receber os vencimentos em atraso. .

A informação da data do julgamento e valores foi divulgada inicialmente pelo site Globoesporte.com, e confirmada pelo Super.FC com o clube celeste. A reportagem entrou em contato com Breno Tannuri, advogado que defende as causas do clube celeste na Fifa. O jurista está bastante esperançoso de que o Cruzeiro vai conseguir a absolvição no caso, como aconteceu em sentença expedida em julho do ano passado.

“Em nenhum momento, o Cruzeiro induziu ou coagiu que qualquer atleta rescindisse seu contrato com o clube em questão ou qualquer outro time fora ou dentro do Brasil. Já temos uma decisão favorável a nosso favor e esperamos que ela se mantenha. Obviamente que toda a audiência pode sofrer alterações de interpretação, mas temos uma defesa bem consistente e confiamos que não sofreremos sanções em relação ao tema”, disse Tannuri.

Mesmo com uma decisão contrária, o Cruzeiro veria a penalização ser aplicada no próximo ano. Thiago Neves deixou o Cruzeiro no início deste ano, e discute ainda juridicamente a saída da Raposa. Ele pleiteia R$ 16 milhões do clube. As conquistas da Copa do Brasil de 2017 e 2018 não são suficientes para apagar da memória dos celestes que Thiago Neves virou o grande vilão da inédita queda do clube à Série B. Por meios judiciais, ele chegou a um acordo com o time mineiro para ser liberado e defender atualmente o Grêmio.

SuperFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.