Dívida do Atlético chega a R$ 746 milhões

Balanço do clube foi enviado aos conselheiros. O presidente Sette Câmara foi eleito com discurso de austeridade, mas tem enfrentado dificuldade de colocar as contas em dia

O Atlético enviou aos conselheiros do clube o balanço referente ao ano de 2019, que contabiliza déficit de R$ 5.785.901. O endividamento do Galo também subiu: R$ 94 milhões a mais em relação ao período anterior. Com isso, a dívida global atingiu R$ 746 milhões.

Chamou atenção no balanço a receita de R$ 49.083.351 referente à doação da MRV para a participação da sociedade de propósito específico (SPE) na construção do estádio do Atlético. Esse dinheiro não entra efetivamente nos cofres do clube. Se esse valor não fosse contabilizado, o Galo teria déficit de R$ 55 milhões em 2019.

O presidente Sérgio Sette Câmara foi eleito com discurso de austeridade, mas tem enfrentado dificuldade de colocar as contas em dia. O clube está com salário dos jogadores atrasado e até mesmo funcionários que não têm vencimentos elevados não recebem em dia.

No balanço, é possível observar que o Galo aumentou os gastos no futebol em comparação com o ano de 2018. Embora o investimento tenha subido, Sette Câmara ainda não conquistou nenhum título em sua gestão.

Custos

Operacionais: R$ 287.098.594 (2019) – R$ 214.942.425 (2018)

Futebol profissional: R$ 277.009.466 (2019) – R$ 205.143.129 (2018)

Pessoal, direito de imagem e comissão: R$ 148.614.962 (2019) – R$118.005.934 (2018)

Atividades do futebol: R$ 114.470.381 (2019) – R$ R$ 70.852.759 (2018)

Custos gerais: R$ 13.924.123 (2019) – R$ 16.311.436 (2018)

A notícia positiva é que o clube aumentou a receita líquida de 2019 (R$ 342.660.672) em relação ao ano de 2018 (R$ 246.415.273).

Superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.