Quatro nomes ajudam o Galo a mudar de patamar na opinião de Alexandre Mattos

Diretor de futebol fala de contratações emergenciais e pontuais e de criatividade neste momento de crise financeira, mas elogia a base que o clube já possui; confira quem ele destaca

Com as competições paradas em todo o mundo, o diretor de futebol do Atlético mostra certo pessimismo em relação à retomada de seu projeto no clube neste momento de incertezas com a pandemia do novo coronavírus. Entretanto, o foco não muda. Segundo o dirigente, a meta é fazer com que o Galo volte a ser protagonista em todos os sentidos. Mattos não fala de nomes que podem ser contratados, mas indica quatro reforços de 2020, que chegaram ao clube antes dele, mas que já comprovam uma mudança de patamar: o lateral-esquerdo Guilherme Arana, o volante Allan, o atacante Savarino e o técnico Jorge Sampaoli.

Durante a transmissão de uma live do “Canal da Pluri”, no YouTube, o diretor de futebol disse que gostaria de contar com esses “reforços” em qualquer clube em que estivesse. “Posso citar três jogadores: Arana, Savarino e Allan mudaram o perfil do clube para um outro patamar. Com a chegada do Sampaoli, mudou mais ainda”, comentou.

Alexandre Mattos falou também das dificuldades por causa da crise financeira ampliada com a paralisação do futebol, o que certamente atrapalha, neste momento, os planos do clube de seguir se reforçando, o que vale também para outras equipes. “Eu falo pelo Atlético, que vinha se organizando nos últimos anos e estava absolutamente redondinho para buscar algo a mais, e agora isso pode se perder se demorar muito o retorno (das competições)”, declarou Mattos.

O dirigente, porém, apontou um caminho a ser seguido. “O projeto do Atlético é realmente para atingir patamares além do que está hoje. É claro que as mudanças vão atrapalhar os planos não só do Atlético, como do Palmeiras e de qualquer time do mundo. Tínhamos a ideia muito forte do que buscar um time forte, sólido. Agora teremos que partir para carências emergenciais e bem pontuais e, na medida do possível, sermos bem criativos para fazer essas coisas”, afirmou o diretor de futebol atleticano. “Tudo tem que ser feito de maneira bem organizada e dentro do orçamento, mas precisamos fazer as coisas acontecerem”, completou.

Super.FC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.