Luan não vê Flamengo como exemplo para Atlético e quer planejamento por títulos em 2020

‘Com a camisa que tem e a torcida que tem, tem que almejar coisa grande’, disse

Campeão do Campeonato Carioca, do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores nesta temporada, o Flamengo não deve ser exemplo para o planejamento do Atlético em 2020. Ao menos é isso o que pensa o meia-atacante Luan, ídolo da torcida e um dos principais líderes do elenco.
No entendimento do jogador de 29 anos, as inspirações devem ser clubes com patamar financeiro parecido com o do Atlético. “Todo mundo fala: o Flamengo é exemplo. Não. O Flamengo tem uma renda altíssima de televisão, de marketing, de tudo. Acho que o Atlético tem que tirar de exemplo os pontos fortes desses times que não têm muita renda e montar uma equipe forte para brigar por títulos, porque a torcida é muito grande, a camisa é muito grande”, analisou, em entrevista ao Premiere.
Em 2019, o Atlético teve uma temporada melancólica e não alcançou nenhuma meta traçada no início do ano. Perdeu o título mineiro para o Cruzeiro, sofreu eliminações traumáticas na Copa Libertadores, da Copa Sul-Americana e na Copa do Brasil. No Campeonato Brasileiro, precisou se contentar com uma vaga na Sul-Americana de 2020.
“A gente pecou muito no campeonato inteiro. Acho que o planejamento foi muito em cima de uma Sul-Americana, e não pode ser isso. O Atlético, com a camisa que tem e a torcida que tem, tem que almejar coisa grande. É trabalhar, agora. No ano que vem, que Deus possa abençoar o Atlético, fazer um time forte e brigar por títulos, porque essa torcida merece”, concluiu Luan.
A temporada do Atlético termina neste domingo, contra o Internacional. As equipes se enfrentam a partir das 16h, no Beira-Rio, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.