Por vaga na Sul-Americana, Atlético recebe Botafogo em despedida de BH na temporada

Times se enfrentam nesta quarta-feira, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro

Após uma temporada de derrotas marcantes e eliminações em casa, o Atlético faz o último jogo como mandante em 2019 nesta quarta-feira. Em busca de uma vaga na próxima edição da Copa Sul-Americana, o time comandado pelo técnico Vagner Mancini enfrenta o Botafogo a partir das 19h30, no Mineirão, pela 37ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

Livre de qualquer risco de rebaixamento e sem chances de disputar a Copa Libertadores, o Atlético é o 13º colocado da Série A, com 45 pontos. As vagas na Sul-Americana de 2020 serão distribuídas entre os times que ficarem entre a nona e a 14ª posições. Para garantir vaga na competição continental já nesta quarta-feira, a equipe precisa vencer o Botafogo, que é o 14º e soma 42 pontos.
“A gente, como funcionário do Atlético, tem a obrigação de lutar até o último minuto do campeonato. Há necessidade, sim, de somar mais pontos. É importante que asseguremos a vaga na Sul-Americana e encerremos o ano de uma forma positiva”, disse o técnico Vagner Mancini após a vitória por 2 a 1 sobre o Corinthians, que garantiu o Atlético na Série A de 2020.
Além da vaga na Sul-Americana, o Atlético briga por uma premiação maior. Para isso, é preciso garantir uma posição melhor no Campeonato Brasileiro. O time pode ficar entre a nona (R$ 19,8 milhões) e a 15ª colocações (R$ 11,9 milhões).

Frustrações em casa

Na última partida em Belo Horizonte no ano, o Atlético tenta deixar para trás as frustrações acumuladas ao longo da temporada. Como mandante, o time alvinegro foi eliminado da Copa Libertadores, da Copa Sul-Americana e da Copa do Brasil. O título do Campeonato Mineiro também foi perdido em casa, para o Cruzeiro.
No Campeonato Brasileiro, o retrospecto também não é dos melhores. Em 18 partidas como mandante, foram 29 pontos somados – aproveitamento de 53,7%, apenas o 12º entre os 20 times da competição. Foram nove vitórias, dois empates e sete derrotas. Apenas Botafogo (oito) e os rebaixados Avaí (nove) e Chapecoense (10) perderam mais vezes em casa.

Testes à vista?

Vagner Mancini fez mistério e só permitiu a presença da imprensa durante o aquecimento do treinamento dessa terça-feira, o último antes do jogo. A tendência é a manutenção da maioria da equipe escalada na vitória sobre o Corinthians, no Independência. Porém, existe a expectativa por chances a jogadores pouco aproveitados, conforme previu o próprio treinador.
A única mudança certa é na lateral esquerda, devido à suspensão de Fábio Santos por acúmulo de três cartões amarelos. Há algumas alternativas. Lucas Hernández e Hulk são jogadores da posição. Outra opção é improvisar Patric no setor. Com isso, Guga ganharia a vaga na direita.
Outro possível desfalque é Luan. O meia-atacante não foi a campo na atividade dessa terça-feira e fez apenas atividades nas dependências internas da Cidade do Galo. No gol, Victor, recuperado de tendinite no joelho esquerdo, pode ganhar oportunidade no lugar de Cleiton.

O adversário

Livre do rebaixamento, o Botafogo tem os mesmos objetivos do Atlético: garantir vaga na Copa Sul-Americana e buscar uma premiação maior. Para isso, vencer no Mineirão é fundamental. “Vale muito. Isso traz dinheiro e é importante para o clube. Importante para a torcida ter pelo que brigar. É de bastante valor uma boa classificação e almejar coisas maiores”, disse o lateral-direito Marcinho.
Para o meio, o técnico Alberto Valentim não poderá contar com o suspenso Alex Santana, que dará lugar a Leo Valência. Outro desfalque é o zagueiro Gabriel, que não jogará por questões contratuais, já que está emprestado ao Botafogo pelo Atlético. A dupla de zaga será composta por Marcelo Benevenuto e Joel Carli. Na lateral esquerda, Lucas Barros deve ser titular no lugar de Yuri.

ATLÉTICO X BOTAFOGO

Atlético
Victor (Cleiton); Guga (Lucas Hernández ou Hulk), Igor Rabello, Réver e Patric; Zé Welison e Jair; Luan (Otero), Cazares e Marquinhos; Di Santo
Técnico: Vagner Mancini
Botafogo
Gatito; Marcinho, Marcelo, Carli e Lucas Barros (Yuri); Cícero, João Paulo e Leo Valência; Luiz Fernando, Rhuan e Diego Souza
Técnico: Alberto Valentim
Motivo: 37ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Data e horário: quarta-feira, 4 de dezembro de 2019, às 19h30
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

 João Vitor Marques /Superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.