Uma partida muito equilibrada e com forte reclamação contra a arbitragem marcou o encerramento do Campeonato Regional de Futebol Amador, em sua 38ª edição. Em jogo dramático, realizado no domingo pela manhã, na Arena do Jacaré, o Ideal derrotou o Paraopeba por 1 x 0, gol de Nathan aos 30 minutos do primeiro tempo e sagrou-se campeão da edição de 2019. A nota positiva foi a boa presença de público na Arena, mesmo com o forte calor registrado no domingo em Sete Lagoas. Nos minutos finais do jogo o Paraopeba pressionou bastante em busca do empate e chegou a marcar o gol, já nos acréscimos. Porém, o árbitro Cléver Assunção, que pertenceu aos quadros da Federação Mineira e da CBF, entendeu que houve uma falta na origem da jogada e anulou o tento do Tatu. A decisão da arbitragem gerou muitos protestos de atletas e dirigentes do Paraopeba e a partida foi encerrada em clima tenso. A competição contou com apenas cinco participantes nesta temporada: Ideal, Paraopeba, Canários / Panelinha de Fortuna de Minas, Inhaumense e Paraíso de Araçai. A classificação final da primeira fase ficou assim: 1º Ideal: 07 pontos, 02 vitórias, saldo de 12 gols e 15 gols marcados 2º Canários / Panelinha: 07 pontos, 02 vitórias, saldo de 03 gols e 07 gols marcados 3º Paraopeba: 07 pontos, 02 vitórias, saldo de 02 gols e 04 gols marcados 4º Inhaumense: 07 pontos, 02 vitórias, saldo de 00 gols e 04 gols marcados 5º Paraíso de Araçaí: 00 ponto Com o título, o Ideal vai representar a Liga de Sete Lagoas no Campeonato Mineiro Amador de 2020.

  • Thiago Maia 

Uma partida muito equilibrada e com forte reclamação contra a arbitragem marcou o encerramento do Campeonato Regional de Futebol Amador, em sua 38ª edição. Em jogo dramático, realizado no domingo pela manhã, na Arena do Jacaré, o Ideal derrotou o Paraopeba por 1 x 0, gol de Nathan aos 30 minutos do primeiro tempo e sagrou-se campeão da edição de 2019. A nota positiva foi a boa presença de público na Arena, mesmo com o forte calor registrado no domingo em Sete Lagoas.

Nos minutos finais do jogo o Paraopeba pressionou bastante em busca do empate e chegou a marcar o gol, já nos acréscimos. Porém, o árbitro Cléver Assunção, que pertenceu aos quadros da Federação Mineira e da CBF, entendeu que houve uma falta na origem da jogada e anulou o tento do Tatu. A decisão da arbitragem gerou muitos protestos de atletas e dirigentes do Paraopeba e a partida foi encerrada em clima tenso.

A competição contou com apenas cinco participantes nesta temporada: Ideal, Paraopeba, Canários / Panelinha de Fortuna de Minas, Inhaumense e Paraíso de Araçai.

A classificação final da primeira fase ficou assim:

1º Ideal: 07 pontos, 02 vitórias, saldo de 12 gols e 15 gols marcados

2º Canários / Panelinha: 07 pontos, 02 vitórias, saldo de 03 gols e 07 gols marcados

3º Paraopeba: 07 pontos, 02 vitórias, saldo de 02 gols e 04 gols marcados

4º Inhaumense: 07 pontos, 02 vitórias, saldo de 00 gols e 04 gols marcados

5º Paraíso de Araçaí: 00 ponto

Com o título, o Ideal vai representar a Liga de Sete Lagoas no Campeonato Mineiro Amador de 2020.

Por Alvaro Vilaça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.