Rodrigo Santana não resiste à goleada para o Grêmio e é demitido pelo Atlético

Galo perdeu por 4 a 1 para o Grêmio, no Independência, e treinador perdeu o cargo

Rodrigo Santana não é mais técnico do Atlético. O treinador não resistiu à goleada sofrida para o Grêmio, por 4 a 1, na noite deste domingo, no Independência, em jogo válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O treinador foi hostilizado no Independência durante a partida. Os torcedores criticaram muito todas as decisões do comandante na derrota para o Grêmio.

Rodrigo Santana nem foi para a entrevista coletiva no Independência. O treinador deixou o estádio em seu carro particular logo após a demissão.

Trajetória

Contratado para dirigir o time sub-20, Rodrigo Santana assumiu interinamente a equipe profissional após a demissão de Levir Culpi, em abril. Logo de cara, teve pela frente as finais do Campeonato Mineiro – perdidas para o Cruzeiro – e jogos decisivos da fase de grupos da Copa Libertadores, na qual o Atlético foi eliminado.
bom início no Campeonato Brasileiro e a acentuada melhora de desempenho da equipe em campo acalmaram os ânimos e deram força para Rodrigo Santana seguir interinamente no cargo após as recusas de Tiago Nunes e Rogério Ceni. Ainda no primeiro semestre, o Atlético avançou de fase na Copa Sul-Americana e na Copa do Brasil.
Rodrigo Santana foi efetivado em 24 de junho, quando o calendário de jogos do futebol nacional foi paralisado para a disputa da Copa América. A volta reservou problemas para a equipe. Nas quartas de final da Copa do Brasil, foi eliminada pelo arquirrival Cruzeiro. A queda aumentou a pressão no treinador.
No Campeonato Brasileiro, as coisas começaram a desandar na segunda metade de agosto. Nos últimos 11 jogos, foram apenas quatro pontos conquistados. O time deixou o G4 e agora está perto da zona de rebaixamento. A classificação à semifinal da Sul-Americana e o bom desempenho – apesar das derrotas – em algumas partidas da Série A deram sobrevida ao técnico.
Após a eliminação na Copa Sul-Americana e a sequência da fase ruim no Brasileiro, o Atlético, que bancava a permanência do treinador até o fim do ano, mudou de ideia e decidiu pela saída do comandante.
Rodrigo Santana dirigiu o Atlético em 41 jogos, 18 vitórias, seis empates, 17 derrotas e um aproveitamento de 48,7% dos pontos disputados. Foram 50 gols marcados e 50 sofridos no período.
Da redação:superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.