Dos times de campanha igual ou inferior à do Cruzeiro, somente dois escaparam do rebaixamento à Série B

Time celeste tem apenas 29% de aproveitamento em 23 rodadas na Série A

Com 20 pontos em 23 rodadas e na 18ª posição do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro terá de superar histórico desfavorável para se manter na primeira divisão.

Dos 17 times de aproveitamento igual ou inferior ao da atual campanha celeste, somente Fluminense, em 2009, e Atlético-GO, em 2010, livraram-se do rebaixamento.
Na 23ª rodada daquela edição, o Flu era lanterna, com 17 pontos: três vitórias, oito empates e 12 derrotas. Na ocasião, o 16º colocado, Náutico, tinha 25 pontos.

Nas 15 rodadas finais de 2009, o tricolor emplacou grande reação, com oito vitórias, cinco empates e duas derrotas (64,4%), e encerrou o Brasileiro em 16º, com 46 pontos. No ano seguinte, sagrou-se campeão nacional.

Já em 2010, o Atlético-GO estava em penúltimo na 23ª rodada, com 20 pontos. Nos 15 últimos confrontos, conseguiu a reabilitação (seis vitórias, quatro empates e cinco derrotas) e terminou o campeonato em 16º, com 42 pontos.

As demais 15 equipes fracassaram na briga pela permanência na elite. Em 2012, o Palmeiras tinha aproveitamento e colocação idênticos ao do Cruzeiro na 23ª rodada. Ao término do torneio, caiu em 18º, com 34 pontos.
Em 2015, o Vasco deu arrancada semelhante à do Fluminense de 2009, mas como havia feito apenas 13 pontos nas primeiras 23 rodadas, desceu à Série B em antepenúltimo, com 41.
Foto: Web

Foto: Web

Índice pior que de lanternas

O aproveitamento de 29% do Cruzeiro de momento é pior que de alguns lanternas. Em 2008, o Ipatinga somou 21 pontos (30,4%), enquanto o Palmeiras, em 2014, atingiu 22 (31,88%).
Em 38 rodadas, o índice de 29% do Cruzeiro corresponderia a 33 pontos. Para se ter uma ideia, o site Probabilidades no Futebol, do Departamento de Matemática da UFMG, calcula que uma equipe com 40 pontos tem 95,4% de chance de ser rebaixada.

Assim, a Raposa precisaria de oito vitórias em 15 rodadas – um aproveitamento de 53,3% – para alcançar 44 pontos e, conforme a UFMG, ter somente 24,4% de probabilidade de cair.

Números

 
Ao empatar por 1 a 1 com o Internacional, sábado, no Mineirão

, o Cruzeiro ampliou para seis o número de partidas sem vencer no Brasileiro. Nessa sequência, o time fez três gols, todos em cobranças de pênalti.

No geral, são quatro vitórias, oito empates e 11 derrotas, com 18 gols marcados e 32 sofridos. A equipe só balançou a rede mais vezes que CSA (14) e Avaí (13). Como comparação, o Flamengo,líder do Brasileiro (52 pontos), contabilizou 48 gols.
Na quarta-feira, às 21h30, o Cruzeiro faz confronto direto com o Fluminense, no Mineirão, pela 24ª rodada da Série A.

Campanhas até a 23ª rodada e rebaixados no fim da Série A

2019
15º Fluminense – 25
16º Ceará – 23
17º CSA – 22
18º Cruzeiro – 20
19º Avaí – 16
20º Chapecoense – 15
2018
15º Botafogo – 26
16º Vasco – 25
17º Chapecoense – 25
18º Sport – 23
19º Ceará – 23
20º Paraná – 16
Rebaixados: América – 40; Sport – 39; Vitória – 37; Paraná – 23
2017
15º Bahia – 27
16º Coritiba – 27
17º Vitória – 26
18º Chapecoense – 25
19º São Paulo – 24
20º Atlético-GO – 19
Rebaixados: Coritiba – 43; Avaí – 43; Ponte Preta – 39; Atlético-GO – 36
2016
15º Internacional – 27
16º Sport – 27
17º Figueirense – 27
18º Vitória – 26
19º Santa Cruz – 20
20º América – 13
Rebaixados: Internacional – 43; Figueirense – 37; Santa Cruz – 31; América – 28
2015
15º Figueirense – 26
16º Coritiba – 26
17º Goiás – 23
18º Avaí – 23
19º Joinville – 21
20º Vasco – 13
Rebaixados: Avaí – 42; Vasco – 41; Goiás – 38; Joinville – 31
2014
15º Chapecoense – 24
16º Botafogo – 23
17º Coritiba – 23
18º Bahia – 23
19º Criciúma – 23
20º Palmeiras – 22
Rebaixados: Vitória – 38; Bahia – 37; Botafogo – 34; Criciúma – 32
2013
15º Portuguesa – 24
16º Criciúma – 24
17º Vasco – 24
18º Flamengo – 23
19º Ponte Preta – 19
20º Náutico – 11
Rebaixados: Portuguesa – 44; Vasco – 44; Ponte Preta – 37; Náutico – 20
2012
15º Santos – 27
16º Coritiba – 25
17º Sport – 22
18º Palmeiras – 20
19º Atlético-GO – 19
20º Figueirense – 17
Rebaixados: Sport – 41; Palmeiras -34; Atlético-GO – 30; Figueirense – 30
2011
15º Ceará – 27
16º Atlético – 24
17º Bahia – 24
18º Athletico-PR – 22
19º Avaí – 21
20º América – 18
Rebaixados: Athletico-PR – 41; Ceará – 39; América – 37; Avaí – 31
2010
15º Flamengo – 27
16º Avaí – 25
17º Atlético – 21
18º Goiás – 21
19º Atlético-GO – 20**
20º Grêmio Barueri – 17
Rebaixados: Vitória – 42; Guarani – 37; Goiás – 33; Grêmio Barueri – 28
2009
15º Coritiba – 26
16º Náutico – 25
17º Santo André – 24
18º Botafogo – 22
19º Sport – 20
20º Fluminense – 17**
Rebaixados: Coritiba – 45; Santo André – 41; Náutico – 38; Sport – 31
2008
15º Fluminense – 24
16º Athletico-PR – 23
17º Náutico – 23
18º Portuguesa – 23
19º Santos – 23
20º Ipatinga – 21
Rebaixados: Figueirense – 44; Vasco – 40; Portuguesa – 38; Ipatinga – 35
2007
15º Figueirense – 28
16º Paraná – 28
17º Athletico-PR – 26
18º Juventude – 23
19º Náutico – 21
20º América-RN – 10
Rebaixados: Corinthians – 44; Juventude – 41; Paraná – 41; América-RN – 17
2006
15º Flamengo – 27
16º Corinthians – 27
17º Ponte Preta – 27
18º São Caetano – 26
19º Fortaleza – 23
20º Santa Cruz – 18

Rebaixados: Ponte Preta – 39; Fortaleza – 38; São Caetano – 36; Santa Cruz – 28

** Conseguiram escapar do rebaixamento à Série B

Da redação:superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.