No Mineirão, Atlético recebe Colón e busca reviravolta por vaga na final da Sul-Americana

Argentinos venceram primeiro jogo por 2 a 1 e jogam pelo empate; Galo precisa de vitória por 1 a 0 ou por ao menos dois de diferença

O Atlético faz, na noite desta quinta-feira, no Mineirão, o seu jogo mais importante do ano. A partir das 21h30, o Galo recebe o Colón, da Argentina, no duelo de volta da semifinal da Copa Sul-Americana. Após perder a primeira partida, em Santa Fé, por 2 a 1, o time alvinegro precisa vencer a equipe rubro-negra para chegar à decisão da competição continental.

Para disputar a finalíssima contra o Independiente del Valle em 9 de novembro, em Assunção, o Atlético precisa de uma vitória por 1 a 0 ou por pelo menos dois gols de vantagem. Novo 2 a 1, desta vez para os brasileiros, leva a decisão para os pênaltis. Qualquer outro resultado classifica os argentinos.
O Mineirão receberá um bom público esta noite. Até essa quarta-feira foram vendidos mais de 43 mil ingressos. A expectativa da diretoria alvinegra é de que mais de 50 mil pessoas acompanhem a semifinal na Pampulha.

Atlético

O Atlético está sob pressão na temporada. São cinco derrotas consecutivas. No Campeonato Brasileiro, o Galo perdeu seis jogos seguidos. A torcida já protesta contra jogadores e faz cobranças por melhores resultados. Na véspera da semifinal, a Belo Horizonte amanheceu com faixas espalhadas contra o presidente Sérgio Sette Câmara, o diretor de futebol Rui Costa e o lateral-esquerdo Fábio Santos. O meia Cazares e o atacante Chará também já foram alvos de manifestações.
O time para o jogo contra o Colón é mistério total. O técnico Rodrigo Santana fechou os dois últimos treinos antes da semifinal. Certo é que o volante Jair volta à equipe após se recuperar de lesão muscular.
Uma vaga no ataque está em disputa. Luan, que nem sequer viajou à Argentina para o jogo de ida por opção de Rodrigo Santna, pode reaparecer na equipe titular. Ele briga por posição com Vinícius.
De volta à equipe, Jair diz que está ‘puto’ com as derrotas seguidas do Atlético. “Se a gente está no Atlético, tem que saber lidar com isso. Eu entendo o torcedor, também estou puto, acho que todo mundo aqui está chateado pelas vitórias que não estão vindo”, relatou o volante. Para ele, a semifinal com o Colón é como uma partida de Copa do Mundo.
“Temos que virar a chave, pensar no jogo que vai dar tudo certo. Tenho certeza que vai dar tudo certo. Estamos nos unindo muito. Estamos encarando como Copa do Mundo. É uma Copa do Mundo para a gente. O torcedor vai comparecer, nos apoiar até o fim do jogo. Tenho certeza que vamos fazer um excelente jogo”, concluiu.

Colón

A tendência é que o técnico Pablo Lavallén mantenha a formação do jogo de ida. Há a possibilidade de apenas uma alteração: Matías Fritzler pode entrar no lugar de Gonzalo Escobar. Com isso, Marcelo Estigarribia ocuparia o lado esquerdo – variante já testada pelo treinador em partidas anteriores.

O treinador da equipe argentina ressaltou a preocupação com o que o Atlético pode gerar de dificuldades no Mineirão.

No entanto, ele afirma que sua equipe não vai sentir a pressão dos torcedores atleticanos durante a partida.
“Na Argentina, a pressão é algo que acontece em todos os domingos. Estamos acostumados com ambientes muito hostis, às vezes, até agressivos, então não creio que seja um fator condicionante. O mais importante e com o que temos que nos preocupar é com o que o Atlético pode fazer dentro de campo. Estamos acostumados a sofrer hostilidades no campo. Na Argentina, os jogadores precisam se adaptar a isso ou então não conseguem jogar futebol”, disse.

ATLÉTICO x COLÓN-ARG

Atlético-MG
Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Jair e Elias; Luan (Vinícius), Cazares e Chará; Di Santo
Técnico: Rodrigo Santana
Colón
Burián; Vigo, Ortiz, Olivera e Escobar (Fritzler); Zuqui, Lértora, Aliendro e Estigarribia; ‘Pulga’ Rodríguez e Morelo
Técnico: Pablo Lavallén
Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte
Data e horário: quinta-feira, 26 de setembro, às 21h30
Árbitro: Andres Rojas (COL)
Assistentes: Alexander Guzmán e Dionísio Ruiz (COL)
VAR: Esteban Ostojich (URU)
Atleticanos pendurados: Jair e Vinícius
Transmissão: DAZN
Da redação:superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.