Por final, Atlético precisa contrariar retrospecto em ‘decisões’ no Mineirão na temporada

Estádio receberá jogo contra o Colón-ARG, pela semifinal da Copa Sul-Americana

Agora, é no Mineirão. Depois da derrota por 2 a 1 para o Colón-ARG na Argentina, jogadores e o técnico Rodrigo Santana tinham o discurso alinhado: pela vaga na final da Copa Sul-Americana, o Atlético terá como trunfo o fato de jogar em casa. O problema é que o retrospecto em ‘decisões’ como mandante no estádio em 2019 não é tão bom assim..

No primeiro semestre, o Atlético – que não mandou nenhum jogo na Pampulha em 2018 – iniciou um processo de reaproximação com o Mineirão. Foram sete partidas como mandante no estádio nesta temporada, com quatro vitórias e três derrotas. O aproveitamento é de 57,1% dos pontos disputados – bem inferior aos 71,2% se os compromissos no Independência também forem considerados.
Se considerados apenas jogos ‘decisivos’, o desempenho como mandante no Mineirão é ainda pior. Foram três partidas na fase de grupos da Copa Libertadores, com duas derrotas (1 a 0 contra Nacional-URU e Cerro Porteño-PAR) e uma vitória (3 a 2 sobre o Zamora-VEN). No Campeonato Brasileiro, outro revés, desta vez para o Palmeiras (2 a 0), em duelo que valia a liderança. O aproveitamento foi de apenas 25% dos pontos.
Foto: Web

Foto: Web

O Atlético será mandante no Mineirão pela primeira vez no segundo semestre. Por conta dos resultados ruins no estádio, a diretoria alvinegra optou por voltar a jogar com mais frequência no Independência. Tanto é que toda a campanha em casa na Copa Sul-Americana foi feita no Horto.
A volta ao Mineirão é por ‘obrigação’. Segundo regulamento do torneio, as partidas semifinais devem ser disputadas em estádios com capacidade para pelo menos 30 mil torcedores. O Independência não atende o critério. A expectativa do clube é fazer com que o Gigante da Pampulha se transforme em caldeirão. Segundo última parcial de vendas divulgada, 37.011 pessoas compraram ingressos.
“Acredito que o jogo não terminou. São dois jogos, são 180 minutos, terminaram os 90 primeiros minutos. A equipe se apresentou bem, está focada na competição e pode ter certeza que no Mineirão entraremos muito fortes”, garantiu o lateral-esquerdo Fábio Santos após a derrota dessa quinta-feira para o Colón-ARG, no Cemitério dos Elefantes.
Atlético e Colón-ARG voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira, a partir das 21h30. Para avançar, basta aos mandantes uma vitória sem levar gols. Se tiver a defesa vazada, o time alvinegro terá que ganhar por pelo menos dois gols de vantagem.
Triunfo do Atlético por 2 a 1 leva a decisão para os pênaltis. Qualquer outro placar dá a vaga ao Colón-ARG.
O time que avançar enfrentará o vencedor do duelo entre Corinthians e Independiente Del Valle-EQU. Na partida de ida, os equatorianos venceram por 2 a 0 em São Paulo. A volta será em Quito, na próxima quarta-feira, às 21h30.
Da redação:superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.