Patric comenta protesto de torcedores do Atlético e avisa: ‘É jogo para sair sangrando’

Lateral-direito espera reabilitação do Galo na temporada diante do Colón

A semana da partida de ida da semifinal da Copa Sul-Americana começou conturbada para o Atlético. Depois da derrota para os reservas do Internacional, no último domingo, no Independência, os jogadores passaram a sofrer pressão dos torcedores. Além das críticas nas redes sociais, alguns atleticanos foram ao aeroporto de Confins antes do embarque da equipe para Rosário, na Argentina, e cobraram melhores resultados da equipe.

Os jogadores que mais sofreram com a ira dos torcedores no aeroporto foram Cazares, chamado de ‘cachaceiro’ pelos atleticanos, e Chará. Nessa terça-feira, a capital mineira também amanheceu com faixas em protesto contra o presidente Sérgio Sette Câmara e o diretor de futebol Rui Costa.

No desembarque da equipe em Rosário, o lateral-direito Patric comentou os protestos dos atleticanos. O jogador ressaltou a confiança dos torcedores na equipe e espera que o time possa conseguir melhores resultados a partir do duelo contra o Colón.

“O torcedor compareceu no aeroporto para pedir que a gente jogue por eles, por nós, pela instituição, pelo Galo. É isso que a gente veio fazer. O torcedor confia em nosso trabalho. Foram alguns jogos ruins, mas que iremos apagar e construir nosso caminho de novo. Vamos colocar o vagão nos trilhos certinho para que a gente possa desempenhar bem”, disse.

O pedido mais ouvido pelos jogadores foi de raça e entrega em campo. E o lateral-direito do Galo deu a receita para que a equipe consiga agradar os atleticanos no duelo contra os argentinos.

“Chegou nosso momento de dar a cara, deixar o amor, o coração no campo, para a gente fazer o que gosta de fazer. É jogo para sair sangrando, esgotado de dentro de campo, e levar um bom resultado para Belo Horizonte”, completou.

Atlético e Colón iniciam a disputa da semifinal da Copa Sul-Americana nesta quinta-feira, às 21h30, no Estádio Brigadier General Estanislao López, em Santa Fé. O jogo da volta será realizado no dia 26, no Mineirão.

Se não vencer…

Também nessa terça-feira, a Galoucura, principal organizada do Atlético, publicou um vídeo demonstrando apoio ao time para o jogo contra o Colón. No entanto, os torcedores prometeram que a ‘chapa vai esquentar’ em caso de resultado negativo contra os argentinos.

‘Todo mundo aqui tem família, tem serviço e a gente está deixando tudo porque ama o Galo acima de tudo. (…) A parada é chegar lá e trazer a vitória, senão a chapa vai esquentar. Nós já estamos de saco cheio desses jogadores’, disse Josimar, diretor da organizada.

Da redação:superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.