Melhor em campo, Perisic festeja: ‘Importante é a Croácia vencer’

Autor do gol de empate na virada sobre Inglaterra comemora vaga inédita

Autor do gol de empate da Croácia no tempo normal e jogador responsável por mandar a bola de volta para a área que resultou no gol de Mandzukic no segundo tempo da prorrogação, Ivan Perisic foi eleito o melhor jogador em campo na vitória de sua seleção sobre a Inglaterra por 2 a 1, na semifinal da Copa do Mundo da Rússia. Ele conversou com os jornalistas após a partida, na sala de imprensa do Estádio Luzhniki, em Moscou.

“Foi uma partida muito difícil, esse era um jogo que sabíamos que seria bem complicado”, disse o jogador. Ele tentou explicar como foram os lances determinantes na partida. “No primeiro gol, eu consegui alcançar a bola. Foi muito importante porque estávamos dominando o jogo e não conseguíamos empatar. Já o segundo gol eu tentei devolver a bola para a área e deu resultado”, explicou o meia.

“Mas é o que eu sempre digo, não tem importância quem faz o gol, o importante é a seleção da Croácia fazer o gol, ganhar o jogo. Quero aproveitar para agradecer a torcida que esteve presente em Moscou e todos que estão na Croácia”, disse o atleta.

Ivan Perisic ainda lembrou da partida entre Croácia e França na Copa do Mundo de 1998 – as duas seleções fizeram a semifinal do torneio e os franceses venceram por 2 a 1, de virada. “Eu me lembro que 20 anos atrás eu estava na minha cidade, com os amigos da escola, vestido com a camisa da Croácia. Eu sonhava em defender a minha seleção”.

Sobre a França, ele disse que todos na Croácia conhecem os adversários deste domingo. “Vimos os jogos e sabemos que eles tiveram um grande progresso. Ganharam da Bélgica, que estava muito bem, todos esperavam que eles avançassem após passarem pelo Brasil. A França tem grandes jogadores e um grande técnico”, afirmou o jogador.

O único momento em que Ivan Perisic ficou incomodado foi quando ele foi questionado sobre sua vida na França. Ele e sua família se mudaram da Croácia quando ele tinha 17 anos para o país que neste domingo ele enfrentará na decisão da Copa do Mundo – começou a sua carreira no Sochaux, que disputa a primeira divisão do Campeonato Francês; hoje atua na Internazionale, na Itália.

“Essa é uma pergunta muito difícil. Fomos para a França por conta de um problema particular em minha família. Eu aprendi francês, vivi lá, defendi o time. Tenho boas lembranças. Falei com a minha mãe nesses dias e ela me disse que tinha sonhado que a final da Copa seria entre Croácia e França. Agora o sonho se realizou. Vamos ver quem ganha no domingo”, completou o croata.

Da redação:superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm