Análise: Galo mostra, mais uma vez, sua melhor característica, o poder de reação

Apoiados em Robinho e Luan, que foram decisivos mais uma vez, Galo reage após levar virada e volta com ponto importante de Salvador

Em meio a tantos desfalques para o jogo contra o Bahia (12 no total), o Atlético-MG precisou mostrar, mais uma vez, poder de superação para buscar um bom resultado fora de casa. Dono de cinco viradas no Campeonato Brasileiro, líder no quesito, o Galo não conseguiu completar a reação na Arena Fonte Nova, mas após levar a virada do Tricolor, mostrou reação para empatar o jogo em 2 a 2, em Salvador.

Tirando os 20 minutos após o intervalo, quando o Bahia conseguiu a virada, o Galo controlou as ações na maior parte do tempo, principalmente na primeira etapa. Victor não precisou fazer nenhuma grande defesa, a não ser em jogadas de bola aérea, que o time baiano insistiu bastante durante os primeiros 45 minutos.

O gol muito cedo foi um fator fundamental no jogo, pois deu tranquilidade para o Atlético-MG, que vinha sendo bastante pressionado. Mesmo recuado, o time jogou bem. Quando levou a virada, não se abateu e foi para cima. Com a consciência que precisava atacar, sem deixar espaços para o contragope do Bahia, o Galo jogou com inteligência e se apoiou em dois jogadores que tiveram viradas no ano para buscar o ponto fora: Luan e Robinho.

Depois de uma má fase grande, Robinho cresceu com a chegada de Oswaldo de Oliveira. O camisa 7 chegou a amargar um jejum de mais de 20 partidas antes da troca de técnico. Desde então já são seis gols, o último deles um golaço, que deu o empate ao Atlético-MG. O bonito gol veio com uma assistência precisa de Luan, que ainda busca recuperar a parte física. O Maluquinho entrou pelo segundo jogo seguido e foi decisivo.

Com 12 desfalques, sendo cinco do time titular, Oswaldo de Oliveira precisou contar com improvisações para ter chances de pontuar fora. Bremer, improvisado na lateral direita, e Roger Bernardo, que jogou como zagueiro, não foram destaques positivos do Atlético-MG, mas cumpriram bem seus papéis taticamente. Matheus Mancini, que jogou em sua posição de origem, foi melhor, assim como o volante Yago.

Com 46 pontos e na 10ª posição, o Atlético-MG diminuiu a distância para o G-7 para quatro pontos. De Salvador, o time segue direto para o Rio de Janeiro, onde na quarta-feira enfrenta o Vasco, mais um concorrente direto na classificação. Lá, ganhará os reforços de Fred, Adilson, Leonardo Silva e Marcos Rocha, que desfalcaram o time no domingo e voltam agora.

Da Redação, com globoesporte.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm